Scout Report: Kansas City Chiefs impressiona e defesa dos Patriots preocupa na estreia

A impressão era de que o Kansas City Chiefs seria um sacrifício aos deuses do futebol americano nesta quinta-feira em New England, mas que erro! Alex Smith teve uma das melhores atuações de sua carreira e os Chiefs venceram com muita autoridade fora de casa. Vou compartilhar com vocês as minhas impressões desse grande jogo KC 42 vs. 27 NE:

 

 A defesa do New England Patriots pode ser um problema sério para o time. A expectativa de que o pass rush seria o ponto fraco se confirmou e durante o jogo. Alex Smith teve todo o tempo do mundo no pocket. “Mas os Patriots conseguiram três sacks”. Sim, mas foram o que a gente chama de “coverage sack”, quando nenhum jogador do ataque consegue se desmarcar, o QB segura por muito tempo a bola e acaba derrubado. Como nesse caso:

 A secundária do Patriots vinha tendo uma atuação muito boa, não fosse a pane no TD de 75 jardas de Tyreek Hill, quando parece ter havido uma falha de comunicação entre o CB Stephon Gilmore e o Safety Devin McCourty. A equipe ainda cedeu outro passe de mais de 70 jardas, 78 para o rookie Kareen Hunt, quando Alex Smith soube aproveitar muito bem quando viu o running back marcado pelo LB Kyle Van Noy.

 É possível reconhecer que a defesa dos Patriots não foi bem, mas sem tirar os méritos do ataque do Kansas City Chiefs, que teve uma das melhores (se não a melhor) da Era Andy Reid. Aliás, todo mundo sabe que o head coach tem o retrospecto de 15-2 após a bye week, ou seja, quando tem tempo extra para se preparar é difícil vencê-lo. O ataque dos Chiefs usou muito bem todos seus playmakers, com chamadas criativas e um jogo de passe mais vertical que estávamos acostumados a ver.

 Temos que falar sobre Alex Smith. Foram 28 de 35 passes para 368 jardas e 4 TDs, possivelmente a melhor atuação da sua carreira. Entrando no seu 12º ano na NFL, será que enfim ele vai soltar o braço? Foi o que vimos nessa semana um, mais passes verticais tentados, um QB mais agressivo. Parece que a chegada de Patrick Mahomes teve um bom efeito nele.

 Durante a offseason um dos meus pontos de desconfiança com o Kansas City Chiefs era o fato de que Tyreek Hill seria usado como WR1, já que não acreditava que seria o melhor uso dele. Pelo menos na primeira rodada estava errado. Hill continuou sendo utilizado de forma criativa em corridas, options e também correu rotas como um recebedor tradicional, indo muito bem com 7 recepções para 133 jardas e 1 TD.

 Kareem Hunt é especial. Para um rookie sofrer um fumble na primeira carregada da carreira e conseguir ter a partida que teve, isso requer muita força mental. Hunt mostrou muita decisão, sem hesitar no backfield e mostrando ir de 0 à 100 bem rápido, além de ter pernas bem fortes para conquistar jardas extras. Além disso foi muito bem no jogo aéreo, com dois passes p/ TD, sendo um de 78 jardas. Não vamos compará-lo a Jamaal Charles ainda, mas o novato mostrou muito talento na sua estreia.

 O ataque do New England Patriots teve um primeiro tempo muito bom. A versatilidade dos jogadores de skill positions foi exatamente o que esperávamos, com Rex Burkhead correndo rotas, James White muito utilizado. A ausência de Edelman, no entanto, foi bem sentida. Danny Amendola vai ter um papel grande em substitui-lo e até teve bons números, mas mesmo assim a sensação é que o camisa 11 poderia ter feito mais em determinados momentos.

 O backfield do Patriots é interessantíssimo. Mike Gillslee ocupou a função deixada por LeGarrette Blount e foi o running back na redzone, tanto que conseguiu três TDs. James White foi bastante utilizado também, com dez carregadas e aparecendo no jogo aéreo também. Rex Burkhead foi bastante procurado como recebedor e quase conseguiu uma recepção longa contra o veterano Derrick Johnson. Dion Lewis teve poucos snaps no ataque e foi usado como retornador de kickoff.

 Tom Brady não teve uma atuação ruim. Claramente o camisa 12 vai arriscar mais passes longos e isso vai diminuir a sua porcentagem de passes completados, não tem jeito. E não será tudo perfeito logo de cara, com tantas caras nova e a ausência de Julian Edelman. Brandin Cooks esteve sumido a maior parte do jogo e não fosse a sua recepção longa de 54 jardas sua estreia teria sido bem discreta.

 A defesa dos Chiefs voltou muito bem no segundo tempo e conseguiu fazer um excelente trabalho contra o ataque dos Patriots. Brady claramente evitou Marcus Peters o quanto pode e Eric Berry vinha tendo uma grande atuação até se machucar. A lesão do safety pode ser um golpe duríssimo, mas esse jogo também teve uma boa notícia: Justin Houston. O pass rusher teve um segundo tempo espetacular, conseguiu dois sacks e depois de muito tempo pareceu o jogador de 22 sacks em 2014. A linha ofensiva dos Pats atuava muito bem até Houston acordar.

.
.
.
Pode comemorar, soltar fogos, fazer buzinaço na rua, a NFL enfim vai voltar! Nesta edição do Podcast FA Hoje nós fizemos o preview de TODOS os jogos da semana 1, escute agora!

 

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments