Scout Report: Deshaun Watson brilha, Eli Manning joga melhor e muito mais!

A Scout Report é uma coluna em que eu analiso as partidas da rodada. Minha intenção é compartilhar com você minhas impressões do jogo, algumas observações táticas e técnicas que faço de cada confronto.

Infelizmente não posso passar 24 horas por dia assistindo futebol americano, então não dá para trazer todas as partidas de uma vez. Então vamos às partidas que consegui ver até essa terça-feira:

 

Carolina Panthers 33 vs. 30 New England Patriots

 Muito se falou na offseason sobre a necessidade de mudar o estilo de Cam Newton e como Christian McCaffrey iria ajudá-lo a completar mais passes curtos. Bem, Cam de fato está muito mais efetivo em passes de até cinco jardas, completando 40 de 53 até agora, com 2 TDs, nenhuma INT e um rating de 99,0. Em 2016 foram apenas 93 de 153, 2 TDs, 5 INT e um rating de 63,7. Quanto a correr menos com a bola, Newton ainda é mais efetivo quando mistura no seu jogo corridas desenhadas e ele tem a liberdade de se mover, como foi nesse domingo. A defesa dos Patriots não é parâmetro, mas pela primeira vez em muito tempo vimos o MVP de volta.

 A defesa do New England Patriots é péssima, todo mundo sabe, mas a linha ofensiva também tem problemas. Os dois tackles da equipe, Nate Solder e Marcus Cannon, estão jogando muito mal e nesse domingo o Carolina Panthers conseguiu gerar bastante pressão sem precisar mandar blitz.

 Nesse começo de temporada a secundária do New England Patriots garante uma grande falha mental por jogo, mas nesse domingo foram múltiplas, como no TD no final do segundo quarto. Os CBs dos Patriots tiveram muita dificuldade contra o tamanho de Funchess (1.96m) e Benjamin (1,95m). Não é só o front seven que tem problemas.

 Tom Brady está jogando tão bem ou até melhor que no ano passado. O quarterback está arriscando mais passes longos do que nunca e não foi diferente no domingo. Os Patriots conseguiram reagir quando espalharam os recebedores pelo campo, recorrendo ao 11 Personnel (3 WR, 1 TE e 1 RB). Mas a defesa não contribuiu.

 

Tennessee Titans 14 vs. 57 Houston Texans

 De cabeça só consigo lembrar de um erro de Deshaun Watson, quando passou a bola desequilibrado e acabou interceptado. Ninguém conseguiria prever que o rookie melhoraria tanto da Pré-Temporada para a Semana 4, nem mesmo o head coach, já que Bill O’Brien colocou Tom Savage como titular inicialmente. Watson já trabalha bem melhor dentro do pocket do que mostrou na pre season, o que era a grande dúvida. Sua principal qualidade, a mobilidade, está sendo muito bem utilizada pela comissão técnica e criando dor de cabeça nas defesas adversárias, não apenas conquistando jardas mas também estendendo jogadas.

 Ninguém está se beneficiando mais do bom desempenho de Deshaun Watson do que DeAndre Hopkins. É a primeira vez que o WR tem um quarterback de verdade e nesses três jogos ele conseguiu 24 recepções para 256 jardas e 1 TD. A defesa dos Titants não conseguiu pará-lo em nenhum momento da partida.

 Defesa do Titans foi uma tragédia, jogando mal em todos os níveis. O grupo não apresenta nenhuma melhora em relação ao ano passado e não representou nenhum desafio para Deshaun Watson. Dick Le Bau, comandante desse lado da bola em Tennessee, tem um histórico muito positivo contra QB rookies, mas não foi caso na semana 4.

 O jogo já estava perdido mesmo de antes da lesão de Marcus Mariota. O QB já havia lançado duas interceptações antes de deixar o jogo e teve uma das suas piores atuações como profissional. Os WRs não ajudaram nada, mas espera-se mais dele.

 JJ Watt passou a maior parte do tempo alinhado contra o RT Jack Conklin e a vantagem vai para o jogador do Titans, que fez Watt ter uma partida apagada. Mesmo assim a defesa dos Texans jogou bem, principalmente a secundária e Jadeveon Clowney.

 

New York Giants 22 vs. 25 Tampa Bay Buccaneers

 Eli Manning teve sua segunda boa atuação consecutiva. Até Brandon Marshall jogou bem e os dois mostraram enfim estarem se entendendo em campo. Sem um jogo terrestre confiável, Manning fez o possível nessas últimas duas semanas

 O Tampa Bay Buccaneers conseguiu a segunda vitória na temporada, mas definitivamente não encantou. Mike Evans e DeSean Jackson ainda podem jogar melhor e o time como um todo aparenta ter ainda mais uma marcha para subir.

 A defesa dos Bucs sentiu a ausência de Kwon Alexander e Lavonte David, mas a sorte é que os Giants não tem um ataque que possa explorar mais esses desfalques. Contra os Patriots na próxima rodada, no TNF, a história é diferente.

 No duelo entre os dois TEs novatos, OJ Howard e Evan Engram, ficou claro que os dois só jogam a mesma posição no papel. Engram é um wide receiver, é bem claro. Vamos ver o TD de Howard:

Esse TD acontece porque a defesa dos Giants precisa respeitar Howard como bloqueador. Evan Engram, no entanto, não e os adversários sabem que ele é péssimo bloqueando, veja com os seus próprios olhos:

 

 Olivier Vernon e Jason Pierre-Paul tiveram atuações apagadas pela maior parte da partida. No segundo tempo Steve Spagnuolo, coordenador defensivo, decidiu mandar mais blitz e conseguiu assim pressionar mais Jameis Winston. Landon Collins teve dificuldade na marcação homem a homem, o que não é sua principal característica. Em geral foi uma atuação abaixo do esperado da defesa dos Giants como um todo.

 Enquanto a torcida do New York Giants direciona todo seu ódio a Ereck Flowers, tem um jogador quase tão mal quanto na defesa: Eli Apple. O CB vem tendo um começo terrível de temporada e teve mais uma péssima atuação contra o Tampa Bay Buccaneers, que claramente tinha como plano explorá-lo, como no primeiro TD de Mike Evans.

 

Cincinnati Bengals 31 vs. 7 Cleveland Browns

 Mesmo sob bastante pressão, Andy Dalton teve uma ótima atuação, a segunda consecutiva. Nove jogadores diferentes receberam passes e o quarterback jogou no nível de 2015, a melhor temporada de sua carreira. A proteção não vai ser perfeita na temporada e Dalton parece estar aprendendo a lidar melhor com isso, se livrando da bola rápido quando necessário.

 3,5 jardas por passe completo de DeShone Kizer é um número extremamente baixo, pífio como diria Mauro Cezar Pereira. Não é tudo nas costas do rookie, já que o corpo de Wide Receivers dos Browns é limitadíssimo sem Corey Coleman. A decisão de deixar Terrelle Pryor ir embora fica mais feia a cada semana que passa.

 Kizer teve um jogo muito ruim. A comissão técnica não o ajuda, deveria haver um esquema tático que maximize passes curtos para os recebedores conquistarem jardas após a recepção, mas é um ataque extremamente vertical. Duke Johnson é o único alvo capaz de fazer alguma coisa com a bola nas mãos. DeShone Kizer segura muito a bola e mostra lentidão para ler o campo, isso precisa melhorar. Os Browns precisa trabalhar mais para colocá-lo em ritmo com algumas jogadas mais simples.

 

Washington Redskins 20 vs. 29 Kansas City Chiefs

 A lista de quarterbacks jogando melhor que Alex Smith nesse começo de temporada não enche uma mão. Smith sempre usou muito bem o seu atleticismo e isso combinado a essa agressividade recém descoberta o transforma em um QB muito perigoso de se enfrentar.

 Marcus Peters é o melhor cornerback da NFL conseguindo interceptações e por isso os ataques adversários não vinham testando-o. O CB, no entanto, não é um “shutdown” corner como Darrelle Revis e vai ceder alguns passes completos. Kirk Cousins não teve medo de mandar a bola na sua direção e conseguiu queimar Peters, como no passe para Terrelle Pryor no touchdown. Vamos ver se nas próximas rodadas mais times terão coragem de atacar o camisa 22.

 Spoiler Alert: a linha ofensiva do Washington Redskins vai aparecer na minha seleção desse primeiro quarto de temporada. Não foi uma atuação fantástica no jogo terrestre, mas protegeu Kirk Cousins muito bem, mesmo com boa parte da partida sem Trent Williams ou com o Left Tackle jogando no sacrifício.

 

 

.
.
.
Domingo agitado na NFL e para ficar por dentro de tudo que rolou na rodada só escutando o Podcast FA Hoje. Nossa equipe analisou TODAS as partidas da rodada, então não perca tempo e escute o melhor programa brasileiro sobre futebol americano!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone 

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments