Rodada em Foco – Semana 10

Bem vindos à Rodada em Foco, a mais nova coluna do FA Hoje!

Nela você vai poder conferir o que de mais importante rolou em todas as partidas do domingo e também as observações da nossa equipe!

Além de ler a Rodada em Foco, escute o Podcast FA Hoje para ficar por dentro de tudo que rolou em todas as partidas!

 

Cleveland Browns 24 vs. 38 Detroit Lions

 Tem como marcar 38 pontos em uma partida que o time não jogou bem? Sim, o Detroit Lions provou isso hoje. Os Lions desceram ao nível dos Browns e o jogo foi equilibrado a maior parte do tempo. Só no final, com a lesão de DeShone Kizer e alguns erros de Cleveland, Detroit conseguiu desgarrar.

 A diferença desse jogo, além da lesão de Kizer, foi na comissão técnica. Os treinadores dos Browns foram muito mal em momentos chaves nos dois lados da bola, primeiro:

  • 1ª descida na linha de três jardas com 12 segundos para fim do segundo tempo e o DeShone Kizer tenta um QB Sneak, que é quando o quarterback tenta abaixar a cabeça e correr com a bola. A jogada não deu certo e o relógio expirou. Daria tranquilamente para dois ou até três tentativas de passe nessa situação. Chamada inexplicável do ataque dos Browns.
  • Terceira descida para os Lions, a defesa dos Browns telegrafa que mandará todo mundo na blitz, Stafford manda a jogada para um passe rápido para Golden Tate que consegue um TD fácil, colocando o time 14 pontos na frente.

 DeShone Kizer vinha fazendo a melhor partida de sua carreira com folga até deixar o jogo com uma lesão na costela. Cody Kessler foi o seu substituto e no tempo que esteve em campo não fez absolutamente nada. Kizer retornou no final do jogo, mas perdendo por dois TDs não conseguiu comandar a virada

Gabriel Martins

 

Los Angeles Chargers 17 vs. 20 Jacksonville Jaguars (OT)

 Vamos começar logo com a sequência incrível de jogadas dentro do Two Minute Warning

1 – Blake Bortles lança interceptação
2 – Logo na jogada seguida o rookie Austin Ekler sofre um fumble, retornado para TD pela defesa dos Jaguars
3 – Arbitragem toma a decisão questionável de voltar atrás e diz que o safety dos Jags que recuperou a bola foi tocado quando estava o chão
4 – Marquise Lee, WR de Jacksonville, acha que a arbitragem marcou uma interferência e começa a dançar provocando a defesa dos Chargers.  Os árbitros não deram a interferência e sim uma falta de ‘Taunting’, recuando em quinze jardas o ataque dos Jags.
5 – Blake Bortles lança mais uma interceptação.
6 – Chargers corre três vezes para três jardas e Jacksonville recebe a bola novamente
7 – Joey Bosa comete uma falta de ‘Roughing the Passer’ e coloca os Jaguars na distância para chutar o field goal
8 – Josh Lambo, ex-Kicker dos Chargers e agora dos Jaguars, chuta o FG de empate.
9 – Prorrogação
10 – Philip Rivers lança uma interceptação, retornada até a linha de uma jarda
11 – Defensor dos Jaguars provoca jogador dos Chargers e leva falta por ‘Taunting’, recuando o ataque em 15 jardas
12 – Field Goal é desviado e MESMO ASSIM entra.

Que jogo maluco!

 O ataque do Jacksonville Jaguars fez tudo possível para perder esse jogo no final da partida. Blake Bortles teve 50 minutos de ótimo futebol americano, mas lançou duas interceptações no último quarto. Não fosse o TD de Special Teams e a defesa conseguindo turnovers em momentos chaves, os Jaguars teriam perdido.

 O duelo entre Leonard Fournett e Melvin Gordon não aconteceu. Fournette jogou muito mal e nem esteve em campo nas três campanhas finais do último quarto dos Jaguars, enquanto Gordon viu o rookie Austin Ekeler assumir o backfield no momento mais importante.

 Austin Ekeler é a grande história desse jogo. O novato teve dois belos TDs, mas acabou sofrendo o fumble que quase resultou na vitória dos Jaguars.

Gabriel Martins

 

Pittsburgh Steelers 20 vs. 17 Indianapolis Colts

Com mais uma boa atuação defensiva, os Steelers conseguiram importante vitória nos segundos finais jogando fora de casa sobre os Colts. Mesmo o ataque demorando a engrenar, coube a defesa dos Steelers mudar o rumo do confronto e fazer com que a equipe conseguisse sua sétima vitória na temporada.

2017 não vem sendo o ano de Ben Roethlisberger. O QB começou o jogo sendo interceptado e demorou a pegar ritmo. Mas como todo grande jogador de sua posição, aprece nos momentos mais importantes e conduziu a virada no segundo tempo, com destaque para o drive da vitória em que conduziu com maestria seu ataque.

Mesmo com Antonio Brown bem vigiado e aparecendo pouco, coube mais uma vez ao calouro Juju-Smith Schuster ser o grande destaque ofensivo no jogo com 1 TD e 97 jardas. Impressionante como o WR já se tornou uma peça importante neste ataque, se consolidando como segundo WR. Azar para Martavis Bryant, que vê suas aparições diminuírem a cada jogo, e em último ano de contrato com Pittsburgh, muito possivelmente não veremos mais o WR como jogador dos Steelers.

A defesa dos Steelers é extremamente clutch. Quando as coisas se encaminhavam para os Colts darem mais passo para confirmar uma vitória, Ryan Shazier conseguiu uma interceptação no campo de defesa dos Colts que permitiu que os Steelers iniciassem a reação da partida. Além disso, a defesa vem cedendo poucos pontos, consegue pressionar, é muito precisa tackleando e impedindo bem os ataques adversários, com destaque para a eficiência de Ryan Shazier, Bud Dupree e T.J.Watt.

Impressionante como os Colts caem de rendimento nos segundos tempos das partidas. Desta vez Jacoby Brissett havia conseguido dois belos passes de mais de 60 jardas para 2 TDs quando sofreu uma interceptação no campo de defesa. A defesa dos Colts fazia partida impecável, mas a partir do momento que o ataque dos Colts parou de ficar em campo, o setor defensivo cansou e permitiu mais uma vez que um ataque adversário virasse o jogo no final da partida.

Frederico Maritan

 

Cincinnati Bengals 20 vs. 24 Tennesse Titans

Com virada no último minuto, os Titans conseguiram importante vitória. Marcus Mariota foi decisivo, DeMarco Murray mostrou mais uma vez que ainda é muito útil e Tennesse segue firme na liderança da AFC South, aproveitando bem as lesões de Colts e Texans e brigando jogo a jogo com os Jaguars.

Marcus Mariota demorou a aparecer, mas conduziu a uma virada no quarto período. O QB teve 1 TD, 1 INT e 264 jardas e acertou 25 de 44 passes, tem muito potencial e já sacramente seu nome como um dos melhores jogadores de sua posição na NFL. DeMarco Murray foi muito decisivo, anotando o TD da vitória e terminou com 2 TDs e 49 jardas.

Mais uma vez a defesa dos Titans mostrou que é forte. O setor conseguiu forçar e recuperar fumbles e mostrou muita precisão nos tackles, impedindo muitos avanços dos Bengals. Destaque para o OLB Brian Orakpo, que conseguiu um sack e ainda forçar um fumble.

 Vontaze Burfict foi expulso por fazer contato com um dos árbitros. Nenhuma surpresa né?

Os Bengals vem dando mais carregadas ao calouro Joe Mixon e mais uma vez o RB anotou um TD. A.J. Green continua como o grande destaque ofensivo da equipe, mas Andy Dalton precisa ser mais regular. Mesmo com 2 TDs, 265 jardas e 20 de 35 passes, sofreu dois fumbles que foram cruciais para derrota. Agora os Bengals ficaram bem distantes dos Steelers na AFC North e veem suas chances de chegar aos playoffs ficarem menores.

Frederico Maritan

 

Green Bay Packers 23 vs. 16 Chicago Bears

 Depois de duas derrotas, Brett Hundley sentiu a pressão da torcida e da imprensa, mas conseguiu dar uma boa resposta contra Bears. Mais seguro, o jovam quarterback foi muito mais seguro que nos outros jogos, conseguiu um touchdown, mostrou segurança e teve uma atuação decisiva nos momentos finais.

 Os Bears têm muitos bons valores, e o mais importante, a maior parte deles é jovem. O quarterback também é bom, mas precisa de mais apoio, e segurança. Diante de algumas blitzes mais complexas dos Packers, o calouro se viu perdido, como no lance que selou o placar final.

 Mas a defesa dos Packers também teve um dia dominante. Foram cinco sacks, três na conta de Nick Perry, que está jogando em altíssimo nível na posição de pass rusher. A secundária não foi tão bem, mas mesmo assim foi o suficiente para evitar o jogo aéreo rival. Os drops rivais também foram importantes para ajudar nisto.

 Jordan Howard se tornou o Bear mais rápido a chegar a 2000 jardas corridas com a bola. O atleta não é um grande nome recebendo passes, mas correndo com a bola certamente é um dos dez melhores da liga.

José Paulo Mendes

 

New York Jets 10 vs. 15 Tampa Bay Buccaneers

 Os Bucs conseguiram seis sacks na partida, com seis jogadores diferentes. A linha ofensiva dos Jets não protegeu Josh McCown desde o começo do jogo, o que resultou numa atuação ruim do quarterback e do ataque como um todo.

 Robby Anderson foi mais uma vez o principal alvo no ataque dos Jets. O segundoanista foi um dos destaques do time novamente e aos poucos é dos talentos que poderão ser aproveitados a longo prazo pela equipe. Além dele, o tight end Austin Seferian-Jenkins o running back Elijah McGuire também foram bem.

 Fitzpatrick fez valer a lei do ex. O quarterback não teve uma atuação de gala, mas apareceu em momentos decisivos e foi o responsável pelo único touchdown dos Bucs no jogo e que decidiu a partida.

 A secundária dos Bucs finalmente conseguiu atuar bem, isso se deve, em primeiro lugar, ao bom jogo do front seven. Mas o safety Justin Evans também apareceu muito bem e deu mais segurança a Brent Grimes e Vernon Hargreaves III.

José Paulo Mendes

 

New York Giants 21 vs. 31 San Francisco 49ers

 Os Giants claramente estão boicotando Ben McAdoo. Mesmo com todos os desfalques no ataque, a equipe tem mais que condições para vencer os 49ers, porém a falta de vontade do time chega a ser absurda. Menos mal, que o próximo treinador terá uma escolha alta no draft para iniciar o trabalho.

 Eu estou com um pouco de pena de C.J. Beathard. O calouro fez uma boa partida completando 19 de 25 passes para 2 TDs, 1 Int e 288 jardas, porém os 49ers estão de bye na próxima semana e Jimmy Garoppolo deve assumir o posto de titular. O principal alvo de Garoppolo sera o velocista Marquisee Goodwin, que, como podemos ver no vídeo tinha uma boa química com Beathard.

 Carlos Hyde teve 98 jardas em 17 carregadas, mas não fez nada de excepcional na partida. O running back está em ano de contrato e por enquanto não fez nada nessa temporada que merecesse uma renovação. Se continuar nesse ritmo, poderemos ver os 49ers procurando RBs na próxima offseason ou até mesmo apostando em Matt Brieda, que teve 55 jardas em 9 carregadas e 1 touchdown nessa partida.

 Evan Engram tem nessa temporada 40 recepções, 445 jardas e 5 touchdowns, uma produção de nível Pro Bowl, porém bem enganosa. O Tight End tem alinhado muitas vezes como wide receiver e antes da volta de Sterling Shepard era o único alvo confiável de Eli Manning. Não quero desmerecer o calouro que vem cumprindo muito bem seu papel, mas o jogo tem muitos outros aspectos da posição para evoluir até se tornar um grande TE.

Rodrigo Moizéis

 

Dallas Cowboys 7 vs. 27 Atlanta Falcons

 Ezekiell Elliott não foi a ausência mais sentida dos Cowboys na partida. Dallas não pode contar com Tyron Smith e seus substituto cedeu incríveis 6 SACKS para Adrian Clayborn que acabou tendo uma partida histórica e que praticamente deu a vitória aos Falcons.

 Apesar dos números não mostrarem, Dak Prescott jogou muito bem. 20 de 30 passes completados para 176 jardas, porém o QB conviveu o jogo todo com a pressão e sofreu apenas um fumble que foi compensado pois anotou um TD terrestre. Sem Zeke, Dez Bryant e Cole Beasley precisam aparecer ou esse ataque não conseguirá render.

 Matt Ryan, sofreu mais interceptações em 9 jogos esses ano do que em sua temporada de MVP, mas o QB não vem jogando tão mal assim. Hoje foram 22 de 29 passes completados para 215 jardas, 2 TDs e 1 interceptação que não foi culpa, porém as chamadas de Ataque dos Falcons são muito questionáveis e não conseguem explorar todo o potencial da unidade.

 Devonta Freeman saiu com uma concussão, mas Telvin Coleman deu conta do recado. Desde o ano passado Coleman vem mostrando que é mais que um 3rd down RB e nessa partida conseguiu suprir muito bem a ausência de Freeman. Nessa partida foram 20 carregadas para 83 jardas e 1 TD, e com esse ritmo o jogador pode acabar recebendo a oportunidade de ser o RB principal de alguma franquia quando seu contrato acabar em 2018.

Rodrigo Moizéis

 

Minnesota Vikings 38 vs. 30 Washington Redskins

As duas defesas sofreram com o poder de fogo dos ataques no primeiro tempo. Dos 10 drives iniciais, apenas 3 não tiveram pontuações. A dos Vikings apareceu apenas no fim do segundo quarto, com uma interceptação.

Case Keenum se atrapalhou no último quarto da partida. Tudo o que parecia sob controle (até entaõ o jogador estava com 4TDs e nenhum TO) até duas interceptações darem chances aos Redskins. Os turnovers vieram por dois passes muito ruins de Keenum, que lançou longe de seus alvos. Os donos da casa, então, fizeram jogo duro no fim.

A defesa dos Vikings se acertou no último quarto. Nesse período, foi mais exigida e deu conta do recado. Tanto a secundária quanto a DL impediram o forte ímpeto ofensivo dos Redskins no fim da partida.

A desfalcada OL de Washington cedeu apenas um sack em todo jogo. Todos os jogadores do setor entraram em campo com problemas físicos, mas atuaram bem e evitaram um estrago maior.

Marco Tulio Bayma

 

New Orleans Saints 47 vs. 10 Buffalo Bills

A tônica principal da partida envolve o jogo corrido dos Saints. Uma péssima atuação da defesa terrestre dos Bills somada ao melhor momento na temporada do adversário, não foi um confronto bom.

A defesa dos Saints não teve dificuldades para conter o ataque dos Bills. McCoy começou a partida ganhando jardas e rasgando a defesa pelo chão. Porém, ao longo do tempo, os ajustes da defesa foram muito bem feitos e estragos maiores evitados.

O braço de Drew Brees foi poupado em toda a partida. Foram 25 passes tentados contra 48 corridas. As estatísticas ficam ainda mais impressionantes: Mark Ingram entrou três vezes na endzone e correu para mais de 130 jardas. O calouro Alvin Kamara também teve mais de 100 jardas totais e marcou um touchdown.

A estreia de Kelvin Benjamin foi apagada. A secundária de New Orleans impediu com que ele fizesse a diferença. Em seis alvos lançados em sua direção, o recebedor somou três recepções  para 42 jardas.

Marco Tulio Bayma

 

Houston Texans 7 vs. 33 Los Angeles Rams

A partida começou com as duas defesas tomando conta. Muita precaução de ambos os lados, e Aaron Donald pegando fogo. Um fumble forçado na primeira jogada da partida mostrava a pressão que Tom Savage iria ter no pocket.

O ritmo ofensivo dos Rams se intensificou no terceiro período. Jared Goff fez um lindo passe para Robert Woods que correu para um TD de 94 jardas (o mais longo da franquia). O recebedor estava livre no meio do campo e mostrou a sua grande velocidade.

Tom Savage sofreu com a qualidade defensiva do adversário. Sofreu muita pressão no pocket e todos os 4 turnovers sofridos foram méritos da defesa.

Mesmo apagado, Todd Gurley foi fundamental para manter o ritmo do ataque. Ele carregou a bola em situações difíceis, contra uma forte DL. Assim, converteu importantes terceiras decidas.

Marco Tulio Bayma
.
.
.
Já tem programa novo quentinho saído do forno! O Podcast FA Hoje como sempre chega na segunda-feira para falar de tudo que rolou na rodada, com análise de todos os jogos assistidos pela nossa equipe (que são todos os jogos do domingo). Escute agora!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone 

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments