Rodada em Foco – Semana 8

Bem vindos à Rodada em Foco, a mais nova coluna do FA Hoje!

Nela você vai poder conferir o que de mais importante rolou em todas as partidas do domingo e também as observações da nossa equipe!

Além de ler a Rodada em Foco, escute o Podcast FA Hoje para ficar por dentro de tudo que rolou em todas as partidas!

Minnesota Vikings 33 vs. 16 Cleveland Browns

 Case Keenum é um bom administrador do jogo para os Vikings, mas a tabela tem ajudado muita a equipe. Se o time precisasse do quarterback para decidir os jogos, os Vikings não estariam 6-2, mesmo com a defesa jogando em um nível bárbaro.

 Kai Forbath está se tornando uma opção muito segura de kicker para os Vikings. A equipe se sente confortável em deixar a bola ser usada para um field goal longo.

 Laquon Treadwell foi draftado em 2016 como uma grande esperança de wide receiver número 1 para os Vikings. Elee ainda não é esse jogador, mas aos poucos mostra-se uma opção viável para esse ataque. Adam Thielen também está numa boa fase e foi importante durante vários momentos do jogo. Junto com Stefon Diggs, esse ataque aéreo fica a cada dia mais interesante.

 A defesa dos Browns vinha muito bem, mas contra os Vikings o setor teve uma atuação apagada. Mesmo tendo jogado muito pouco, Myles Garrett já é um atleta importante desse time. Jason McCourty e Jabrill Peppers também foram faltas sentidas pela equipe.

José Paulo Mendes

Oakland Raiders 14 vs. 34 Buffalo Bills

Um massacre. Assim pode ser definhada a vitória dos Bills sobre os Raiders na semana 8. Com grande atuação ofensiva e defensiva, a equipe vem transformando seu mando de campo como difícil de ser quebrado, dando esperanças para sua apaixonada torcida de ver a equipe nos playoffs esse ano, algo que não ocorre desde a temporada 1999 (maior sequência da liga).

A mudança de coordenador ofensivo fez muito bem para Tyrod Taylor. Com o OC Rick Dennison o QB passou a cuidar muito melhor da bola, focar em passes curtos e para RBs e TEs, e ainda sendo preciso em conversões de terceiras decidas aproveitando sua mobilidade fora do pocket. O corpo de recebedores não chega a encher os olhos nos nomes e nas estatísticas, mas quando precisa aparecer todos os WRs conseguem contribuir.

Mesmo mais veterano, LeSean McCoy é um dos melhores RBs da liga ainda. Importante no jogo terrestre e recebendo passes, mais uma vocês o jogador se mostrou a melhor peça do ataque, com 151 jardas e 1 TD terrestre e mais seis recepções para 22 jardas. Méritos também para a linha ofensiva dos Bills que protege muito bem Tyrod Talor e abre espaços para o jogo terrestre.

A defesa também não deixa de contribuir. Nas mãos do head coach Sean McDermot, ex-coordenador defensivo dos Panthers, o setor não só voltou para o 4-3 como também consegue forçar vários turnovers nas partidas. Dessa vez foram duas INTs para cima de Derek Carr e mais um fumble retornado para TD. Méritos para Jerry Hughes, Shaq Lawson, Lorenzo Alexander, Micah Hyde e Tre’Davious White, que formam uma das melhores defesas da temporada.

Os Raiders têm sérios problemas para correr com a bola. Mesmo com uma das melhores linhas ofensivas protegendo o QB, nenhum RB consegue muitas corridas produtivas para o ataque e com isso Derek Carr é forçado a lançar a bola muitas vezes, só no confronto foram 49 passes. A defesa dos Raiders não consegue ser efetiva, não conseguiu nenhuma interceptação até agora no ano e não vem conseguindo pressionar os QBs adversários, deixando os adversários jogarem sem ser incomodados.

Frederico Maritan

Indianapolis Colts 23 vs. 24 Cincinnati Bengals

Mesmo levando em conta que Brissett merece muito crédito e reconhecimento por conseguir mover o ataque dos Colts em meio a ausência de Luck, o QB precisa ser mais consistente e proteger melhor a bola. Já são algumas interceptações em momentos cruciais. A de hoje foi um pick six que custou o jogo.

Com uma linha ofensiva melhor, que possa abrir mais espaço, os Colts podem ter um bom jogo corrido. A mistura da experiência de Gore e capacidade de fazer big plays de Marlon Mack podem ser bons alentos para o futuro da equipe. O RB calouro anotou mais um touchdown numa jogada de Screen.

8 semanas e pouca evolução dos Colts. A defesa continua permitindo muitas big plays e comprometendo bastante.

Os turnovers comprometem e muito o desempenho das duas equipes. Nesta tarde, foram dois fumbles sofridos pelos Bengals e capitalizados pelos Colts e um turnover fatal do lado de Indianapolis.

Joe Mixon ainda não convence, números limitados contra uma defesa bem permissiva. O RB teve números expressivamente melhores recebendo a bola. Correndo foram 11 tentativas para 18 jardas e recebendo foram 3 recepções e 91 jardas.

Andy Dalton mesmo não tendo uma tarde espetacular conseguiu mover razoavelmente o ataque dos Bengals, anotando dois touchdowns e nenhuma interceptação.

Carlos Dunlap foi o nome da partida com a pick 6 que decidiu o jogo. Menção honrosa para Jack Doyle, o TE dos Colts teve 12 recepções, 121 jardas e touchdown.

Esse foi o terceiro jogo nesta temporada em que os Colts começaram o último período ganhando e tomaram a virada no final do jogo.

Victor Rodrigues

Los Angeles Chargers vs. New England Patriots

Dont’a Hightower faz muita falta para a defesa dos Patriots. Melvin Gordon passou das 130 jardas em apenas 14 carregadas. E só não fez um estrago maior porque os Chargers tiveram que passar a bola estando atrás no placar.

O erro de Travis Benjamin na recepção do punt já não é algo que um atleta da NFL não pode fazer. Correr para trás e sofrer um safety foi pior ainda. Além disso, o wide receiver custou preciosos segundos na campanha final ao não sair de campo. Benjamin precisa ter mais espírito de equipe e tentar menos brilhar sozinho.

Rex Burkhead é uma ótima opção e deverá ser cada vez mais usado no ataque dos Patriots. Ele vai muito bem recebendo passes, além de ser um bloqueador razoável e correr bem com a bola. Dion Lewis, Mike Gillislee e James White formam com ele um backfield muito dinâmico para os Pats e tornam o time muito difícil de ser parado no ataque. E no desespero, Rob Gronkowski é um go to guy muito seguro.

Stephen Gotskowski errou dois field goals de 43 jardas na partida, mas é preciso considerar que, apesar de estarem completamente na sua área de alcance, o vento estava muito forte, mas Bill Belichick não perdoa esse tipo de erro. Previsto para ganhar três milhões e meio de dólares e sem dinheiro garantido, podemos finalmente ver os Patriots com um novo kicker em 2018.

José Paulo Mendes

Chicago Bears 12 vs. 20 New Orleans Saints

 O Ataque dos Saints continua funcionado muito bem com o revezamento no backfield. Tanto Alvin Kamara quanto Mark Ingram são muito dinâmicos e quando necessário, Drew Brees aparece e consegue mover as correntes.

 Se o ataque é bom a defesa dos Saints não fica por menos. Tudo bem que ela cedeu 157 jardas terrestres para os Bears, mas ela não facilitou a vida de Mitch Trubisky e cresceu em momentos de redzone.

 O time dos Bears é muito talentoso na defesa e no jogo terrestre. A defesa da equipe e o jogo terrestre liderado por Jordan Howard estão entre os melhores da NFL e caso a equipe consiga trazer uma boa dupla de tackles e alguns recebedores, Mitch Trubisky terá ainda mais espaço para mostrar seu talento e o time pode dar trabalho nos próximos anos.

 Apesar de promissor, nem tudo são flores para os Bears. Mitch Trubisky foi bem quando precisou ser utilizado e Jordan Howard correu muito bem com a bola, porém o RB tem muita dificuldades recebendo passes e mais uma vez teve um drop crucial na redzone.

Rodrigo Moizéis

Atlanta Falcons 25 vs. 20 New York Jets

Mais difícil do que o previsto, os Flacons conseguiram vencer os Jets, os fumbles e a chuva de Nova York e deram importante passo na disputada NFC South.

Os Flacons tiveram Matt Ryan sofrendo mais uma vez com fumbles. Com o campo molhado a fica mais complicado segurar a bola, mas só nessa partida o QB perdeu duas vezes a posse de bola, o que complicou um pouco o desenvolvimento do ataque, mas depois o QB jogou melhor, assim como todo ataque do time. A conexão com o TE Austin Cooper vem melhorando a cada rodada. Mais uma vez o jogador foi importante alvo em terceiras decidas e anotou mais um TD na temporada.

A dupla de RBs dos Falcons é a mais completa da liga. Tanto Devont Freeman quanto Tevin Coleman conseguem aparecer muito correndo com a bola e recebendo passes e mais uma vez os dois RBs foram cruciais para mais a quarta vitória do time na temporada.

A defesa dos Falcons ainda oscila bastante nas partidas devido a juventude de seus integrantes, mas quando ela tem que aparecer ela resolve. Dessa vez o setor conseguiu três sacks, mais um fumble e tackles muito precisos para parar o ataque dos Jets, com destaque para os 11 tackles entre solos e assistidos do MLB Deion Jones.

Mais uma vez o rendimento dos Jets caiu no decorrer da partida. Josh McCown mais uma vez começou com tudo, conectando para TDs no início do jogo mas depois o ataque parou na defesa dos Falcons. A defesa também começou bem, recuperando fumbles mas depois teve dificuldades contra o ataque dos Falcons. E mais uma vez os erros do time prejudicaram o resultado da partida para Nova York. Special Teams perderam a bola no campo de defesa, FGs errados e mais uma derrota na conta.

Frederico Maritan

San Francisco 49ers 10 vs. 33 Philadelphia Eagles

 Desde o início da partida a defesa dos 49ers explorava o lado esquerdo da OL dos Eagles. A ausência do LT Jason Peters abriu novas possibilidades para os visitantes que conseguiram sacks e forçar jogadas negativas do ataque.

 O ataque de San Francisco surpreendia e jogava dentro de suas limitações. Carlos Hyde, o jogador mais talentoso, corria bem com a bola enquanto o QB Bethard a distribuía com segurança.

 O jogo estava equilibrado até os dois minutos finais do primeiro tempo. Nesse ponto, uma interferência defensiva na endzone dos 49ers deu sobrevida a um drive morto de Philadelphia. Em seguida os donos da casa marcaram o primeiro touchdown do jogo e forçaram um pick-six em seguida, disparando na liderança.

 Na jogada da pick-six os 49ers perderam seu LT titular, Joe Staley, que se lesionou e não retornou ao jogo. Com isso, a defesa dos Eagles cresceu de produção.

 No segundo tempo, Philadelphia deslanchou no jogo. A DL dominava a linha ofensiva adversária com muita pressão em Bethard, e o ataque aproveitava os espaços no miolo da defesa.

Marco Tulio Bayma

Carolina Panthers 17 vs. 3 Tampa Bay Buccaneers

 Mesmo com uma lesão no ombro e treinando limitado durante a semana, Jameis Winston entrou em campo. Claramente sentiu o problema durante a partida, o que prejudicou muito seu desempenho.

 Aliada a saúde do QB adversário, a defesa dos Panthers fez mais um ótimo jogo. 4 turnovers foram forçados e o destaque para Luke Kuechly que sofria com uma concussão por duas semanas. O LB forçou uma INT e recuperou um fuble, além de muita presença no front seven.

 Cam Newton usou bastante Christian McCaffrey. O jogador vindo do backfield recebeu passes curtos e deu uma boa dinâmica ofensiva.

 A partida foi apertada até os últimos minutos, quando foi decidida a partir de um lance isolado. Newton deu um passe alto para Kelvin Benjamin, que estava muito discreto. O atleta venceu a batalha contra o safety por ter um porte físico superior.

Marco Tulio Bayma

Houston Texans 38 vs. 41 Seattle Seahawks

 Antes de qualquer análise sobre a partida, preciso dizer que esse foi o melhor jogo do ano. Se você tem o GamePass vale a pena assistir pelo menos o condensado e se não tem, assista os melhores momentos porque o jogo foi simplesmente absurdo

 Russell Wilson se colocou de vez na briga por MVP. O quarterback dos Seahawks terminou com incríveis 452 jardas e 4 touchdowns em uma partida que o jogo terrestre de Seattle produziu apenas 33 jardas  (30 foram de Wilson) e o quarterback conseguiu liderar duas campanhas para virar o jogo e deixar os Seahawks como líderes da NFC Oeste

 Will Fuller e DeAndre Hopkins estão entre as melhores duplas de WRs da NFL. Os dois correm muito bem rotas e a capacidade de segurar a bola de Hopkins e a velocidade de Fuller são uma combinação fatal para as defesas. Nesse partida os dois juntos tiveram 349 jardas (224 do Hopkins e 125 de Fuller) e tiveram 3 TDs.

 A secundária de Seattle foi muito inconsistente. A equipe sofreu muitas jardas aéreas, mas em alguns momentos foi muito eficaz desviando passes e fez ótimas leituras como nessa pick 6 de Earl Thomas.

 Deshaun Watson passou para 4 TDs, mais de 400 jardas e tem tudo para conquistar o prêmio de calouro ofensivo do ano. O fato do jogador ser um QB pode fazer a diferença no fim do ano na hora de decidir o prêmio, mas o jogador tem carregado esse ataque mostrando muito atleticismo e uma incrível força no braço. Apesar disso, o QB ainda comete alguns erros de calouro como nessa interceptação para Richard Sherman, mas o jogador deve aprender com o tempo a não lançar dessa maneira quando está sob pressão.

 Pete Carroll garantiu que Jimmy Graham não será trocado e o tight end será uma  importante arma na redzone. Com o jogo terrestre não funcionando, a equipe não consegue correr com a bola nem mesmo nas jardas finais do campo e Graham mostrou nesse jogo que pode ser uma boa arma na redzone com seus 2  touchdowns.

Rodrigo Moizéis

 

Dallas Cowboys 33 vs. 19 Washington Redskins

Prescott continua mantendo o bom nível e mais uma vez produziu bons números. Mesmo não tendo lançado touchdowns, o QB conseguiu mover bem o ataque nos momentos cruciais da partida.

Ezekiel Elliott continua a sua evolução nessa temporada e foi fundamental para o bom desempenho dos Cowboys no jogo de hoje. Mesmo sofrendo fumble no primeiro lance importante do jogo, o RB correu para 150 jardas e anotou dois tds.

A defesa dos Cowboys apareceu na hora certa e conseguiu sacks importantes para ‘matar’ drives.

Na frente do placar, equipe de Dallas conseguiu controlar muito bem o relógio no ataque com boas corridas e produzindo first downs importantes.

Os turnovers foram grandes inimigos dos Redskins. Houve dois fumbles sofridos que tiveram pontuação dos Cowboys.

A inconsistência do jogo terrestre dos Redskins ficou evidente hoje. No total foram apenas 49 jardas, alternadas entre Rob Kelley, Chris Thompson, Jamison Crowder e Kirk Cousins.

A jogada derradeira do jogo foi o pick six realizada por Byron Jones em Kirk Cousins.

Agora, os Cowboys estão em segundo lugar na NFC leste, enquanto os Redskins se encontram em terceiro.

Último destaque: esse foi o quarto jogo seguido na temporada atual em que os Cowboys anotam 30 pontos ou mais.

Victor Rodrigues

 

Comments

comments