Power Ranking: Primeira Edição da Temporada

Está chegando a hora! Falta menos de uma semana para a Temporada Regular e é a hora da primeira edição do Power Ranking. Todo mês atualizarei esse Ranking, que representa a classificação dos times quanto a sua força nesse momento. Não é necessariamente a classificação geral da temporada.

– A elite da NFL

1 – Seattle Seahawks

O Seattle Seahawks construiu um elenco na era Pete Carroll e John Schneider que faz o time ser um dos favoritos ao título todos os anos. Após uma offseason bem tranqüila, o Seahawks tem um ar diferente em 2016, de equipe que sabe que tem totais condições de voltar ao topo.

2 – Carolina Panthers

Para azar da torcida, o Carolina Panthers teve a sua pior partida do ano no Super Bowl. O calendário é muito mais difícil e o time não deve repetir as 15 vitórias de 2015, mas isso não significa que veremos uma equipe mais fraca. A experiência da dolorosa derrota na última temporada só deve ajudar esse elenco a amadurecer.

3 – Arizona Cardinals

O Arizona Cardinals tem um ‘feeling’ de grande time da NBA, em que a temporada só começa mesmo nos playoffs. A grande interrogação dessa equipe é se Carson Palmer vai conseguir superar os seus traumas de pós-temporada e até chegar a janeiro não há como dizer. Os Cardinals continuam com um dos elencos mais poderosos de toda a NFL.

4 – New England Patriots

Mesmo sem Tom Brady pelos quatro primeiros jogos, o New England Patriots é muito superior ao restante da AFC. O ataque promete muito com a adição de Martellus Bennett e o retorno de peças importantes na linha ofensiva. A defesa deve continuar fortíssima mesmo sem Chandler Jones. Se tiver pelo menos 50% de aproveitamento nas quatro primeiras rodadas, os Patriots são favoritíssimos ao título da Conferência Americana.

5 – Green Bay Packers

2015 vai ficar conhecido como um acidente de percurso. O ataque do Green Bay Packers vai ter Jordy Nelson de volta, Eddie Lacy em forma novamente e um tight end atlético em Jared Cook, algo que a equipe não possuía desde a lesão de Jermichael Finley. Aaron Rodgers é o melhor quarterback da NFL no auge da sua carreira e sem sobra de dúvidas ele estará novamente na briga por prêmios de MVP.

– Devem dar trabalho nos playoffs

6 – Pittsburgh Steelers

Mesmo sem Martavis Bryant e com a ausência de Le’Veon Bell nos três primeiros jogos da temporada, o Pittsburgh Steelers tem tudo para ser a segunda força da AFC atrás dos Patriots. O ataque ainda será potente e a defesa tem tudo para melhorar. Olho em Ryan Shazier.

7 – Cincinnati Bengals

O time passará por uma transição no ataque, com a saída de Hue Jackson, Marvin Jones e Mohamad Sanu. Mesmo assim, ainda acredito que a evolução de Andy Dalton no ano passado é real e mesmo que ele não mantenha o mesmo nível, ainda será um bom QB. Os Bengals talvz tenham o melhor e mais profundo elenco na NFL, isso é importantíssimo.

8 – Denver Broncos

Mesmo com o retorno de todas as estrelas, o Denver Broncos perdeu dois titulares importantes na defesa. O time ainda deve levar poucos pontos, mas há de se esperar uma pequena queda em relação a 2015. Por mais que o ataque tenha sido muito fraco no ano passado, a expectativa não é de melhora com Trevor Siemian.

– Favoritos à vaga nos playoffs

9 – New York Jets

O New York Jets tem totais condições de ser um time melhor em 2015 do que foi no ano passado, mas são grandes as chances de isso não se refletir no número de vitórias. O calendário dos Jets é brutal nessa temporada e mesmo sendo um time forte, merecendo estar alto nesse ranking, a batalha por uma vaga no wildcard será muito dura.

10 – Kansas City Chiefs

Perdi a conta de quantas vezes mudei os três da AFC de posição, a verdade é que pouquíssimo os separam. Os Chiefs tem uma base mais sólida e por isso começam na frente, mas vejo um potencial bem abaixo dos Chargers e Raiders. É real a possibilidade de Justin Houston não entrar em campo em 2016, isso limita muito as possibilidades da equipe.

11 – Oakland Raiders

Dos times da AFC Oeste, o Oakland Raiders é o que vejo com a maior amplitude de resultados. Não me surpreenderia se eles vencessem 11 jogos nem se vencessem apenas 5. O time recebeu uma grande injeção de talento na defesa, mas nem sempre o encaixe acontece na primeira temporada. Derek Carr caiu bastante de rendimento na segunda metade da temporada, ele precisa jogar melhor durante as 16 partidas em 2016.

12 – San Diego Chargers

Poucos times sofreram mais com lesões que os Chargers em 2015 e mesmo assim foi um time que lutou até o fim da temporada. Muita gente não percebeu como San Diego jogou bem na defesa na segunda metade do ano passado e a secundária, que já era muito forte, ganhou o reforço de Casey Heyward. Acredito que o San Diego Chargers pode ser um dos times mais fortes da AFC.

13 – Houston Texans

Brock Osweiler mostrou algum sinal de vida no final da Pré-Temporada. Ele terá que apresentar um futebol americano melhor do que apresentou nas poucas oportunidades que teve em Denver para justificar o investimento enorme dos Texans, mas mesmo assim não tem como ele ser uma evolução em relação ao carrossel de Brian Hoyer, Ryan Mallett e Brandon Weeden. JJ Watt deve retornar na primeira rodada da temporada regular, uma ótima notícia depois dos primeiros prognósticos.

14 – Tampa Bay Buccaneers

Tudo depende de Jameis Winston. O quarterback terminou muito bem o seu ano de rookie e acredito que ele possa dar um grande salto de qualidade no seu segundo ano, semelhante ao que Andrew Luck fez. O time chegou a brigar por playoffs antes de ir mal na reta final e vejo os Bucs como favoritos para a segunda vaga de Wildcard na NFC, que está aberta.

15 – Minnesota Vikings

Não existe um time que não sente a lesão do quarterback titular. Apesar disso, o Minnesota Vikings talvez seja uma das equipes mais estruturadas para sobreviver a ausência do seu QB titular. A defesa é forte e o ataque vai mais uma vez ficar todo nas costas de Adrian Peterson, mesmo com a chegada de Sam Bradford. Os Vikings ainda tem totais chances de irem aos playoffs.

– Se tudo der certo podem chegar na pós-temporada

16 – Buffalo Bills

Mesmo com as lesões, a defesa do Buffalo Bills tem condições de ser melhor com mais tempo no complexo esquema de Rex Ryan. E o ataque deve continuar muito forte, com Tyrod Taylor, LeSean McCoy e Sammy Watkins. O problema dos Bills é que o elenco não é muito profundo e mais alguma lesão de um jogador importante acabaria com as chances da equipe.

17 – New Orleans Saints

Drew Brees ainda é Drew Brees, isso já é uma grande porcentagem de chance de sucesso para qualquer time. O problema é o resto dos Saints, que tem sido abismal. Esse ano, no entanto, o elenco ao redor do quarterback parece ter melhorado.

18 – New York Giants

O New York Giants tinha problemas graves na defesa e tentou consertá-los através do caminho mais curto: gastar muito dinheiro em free agents. Não é uma fórmula que costuma dar certo, mas a equipe simplesmente não tem como piorar naquele lado da bola. Em uma NFC Leste fraquíssima, ter Odell Beckham no ataque pode ser suficiente.

19 – Indianapolis Colts

O Indianapolis Colts talvez seja o time mais fraco nas duas linhas de scrimmeages. A defesa, muito fraca, ainda vai começar o ano sem o seu melhor jogador, Vontae Davis. O único motivo para os Colts estarem nessa posição é Andrew Luck. Voltando a forma de 2014, com um bom trio de WRs, os Colts tem sim chances de vencer a AFC Sul, mais que isso é irrealista.

20 – Dallas Cowboys

A NFC Leste está mais nivelada por baixo do que nunca. Mesmo sem Tony Romo possivelmente na primeira metade da temporada, ainda assim não dá para descartar o Dallas Cowboys. O ataque dos Cowboys é bem equipado para sobreviver sem Romo, desde que tenha um reserva capaz e Dak Prescott parece ser exatamente isso.

21 – Atlanta Falcons

Dan Quinn pegou uma das piores defesas da NFL e logo no seu primeiro ano a transformou em razoável. Mais que isso parece difícil de acreditar, já que o nível de talento não aumentou. Matt Ryan precisa jogar melhor, já são dois anos seguidos abaixo do que estamos acostumados a vê-lo.

22 – Jacksonville Jaguars

Nenhum time está mais pressionado por melhorar do que o Jacksonville Jaguars. O time teve uma grande injeção de talento na defesa, como será o encaixe? O ataque tem muito talento, mas tem que se acostumar a produzir sem ser no “Garbage Time”.

23 – Washington Redskins

Assim como seus companheiros de divisão, o Washington Redskins tem chances de playoffs por estar numa NFC Leste fraquíssima. A equipe, no entanto, tem vários problemas. Dá para confiar em Kirk Cousins? O quarterback nunca venceu uma boa equipe em sua carreira. Dá para confiar que o bom trio de recebedores (DeSean Jackson, Pierre Garçom e Jordan Reed) vai ficar saudável por 16 jogos? Muitas interrogações, poucas certezas.

24 – Baltimore Ravens

Sinto que estou mais pessimista quanto aos Ravens que a maioria. Todos os melhores jogadores desse elenco estão vindo de lesão, não é uma receite de sucesso. O corpo de recebedores é muito fraco e estão contando com o veteraníssimo Steve Smith voltando de uma ruptura no tendão de aquiles, não é uma situação que inspira confiança.

25 – Philadelphia Eagles

Os Eagles tem tudo para ter uma boa defesa, mas o ataque corre risco de ser um dos piores da NFL. A saída de Sam Bradford não é tão prejudicial assim, já que o quarterback era longe de confiável. O corpo de recebedores é talvez o pior da NFL e a linha ofensiva não vai ter Lane Johnson por dez jogos. Mais um time que só tem alguma chance por estar na fraquíssima NFC Leste.

26 – Tennessee Titans

O Tennesse Titans mostrou ser muito promissor na Pré-Temporada, com um ataque terrestre poderosíssimo. Depois de ser o pior time de 2015, qualquer melhora tem que ser vista na Temporada Regular, não nos amistosos. É difícil ver Marcus Mariota em campo e não ficar animado com o talento dele.

– A espera de um milagre

27 – Miami Dolphins

Dessa categoria, o Miami Dolphins é o time que se tudo der certo talvez possa ter uma boa campanha. Mesmo assim é muito improvável. O corpo de linebackers e a secundária são das piores da NFL e a linha defensiva envelheceu bastante. Será que Adam Gase fará milagres com Ryan Tannehill?

28 – Detroit Lions

O Detroit Lions chama atenção com algumas peças de talento com DeAndre Levy, Darius Slay, Ziggy Ansah, mas em geral é um elenco sem qualquer profundidade. Jim Caldwell conseguiu escapar da demissão no ano passado, mas vai ser difícil repetir o feito em 2016.

29 – Chicago Bears

O Chicago Bears superou todas as expectativas em 2015, até porque elas eram muito baixas. Esse ano, no entanto, não há qualquer indício de melhora, ainda mais sem Adam Gase comandando o ataque. John Fox ainda tem muito trabalho pela frente com esse time.

– Sem qualquer chance na temporada

30 – Los Angeles Rams

A offseason foi péssima para o Los Angeles Rams. Jared Goff mostrou estar longe de estar pronto para jogar na NFL e com isso Case Keenum será o titular no começo da Temporada Regular. Os Rams tem tudo para ter um ótimo front seven com Aaron Donald, Robert Quinn e Alec Ogletree, mas a secundária é cheia de interrogações. Será que Todd Gurley vai conseguir carregar esse ataque sozinho?

31 – Cleveland Browns

Só de não estar em último, já dá para dizer que a offseason foi positiva para o Cleveland Browns. O time dificilmente vai vencer mais que quatro jogos, mas começamos a ver sinais de progresso. O corpo de recebedores tem tudo para ser muito bom, com Josh Gordon, Corey Coleman, Terrelle Pryor e Gary Barnidge. Não é o suficiente, mas é um começo.

32 – San Francisco 49ers

É difícil encontrar algum motivo para se animar com o San Francisco 49ers. O elenco pode até ser superior ao dos Browns, mas é por pouco. O ataque é péssimo, o corpo de wide receivers é inferior ao de algumas universidades, Carlos Hyde ainda não mostrou ser confiável e nem precisamos falar da situação dos QBs. A defesa, apesar de ter algumas peças de talento, vai ficar muito exposta pelo esquema de Chip Kelly.

Comments

comments