Power Ranking #2: Gigantes da NFC em queda livre

Dá pra acreditar que já passou o primeiro mês de NFL? Caramba, passou voando. com quatro rodadas de futebol americano no retrovisor, é a hora de revisitar o Power Ranking. Mensalmente irei publicar esse ranking, que representa o momento de cada equipe. O momento atual, não necessariamente a classificação. Ao lado da classificação está indicada quantas posições o time subiu ou desceu em relação à última edição, que foi publicada antes da Temporada Regular. Vamos lá!

1 +7– Denver Broncos
O Denver Broncos está rindo na cara da suposta “ressaca pós-Super Bowl”. A versão 2016 dos Broncos é ainda melhor que a que foi campeã no ano passado. A defesa está jogando tão bem quanto e o ataque é muito superior. A lesão de Trevor Siemian preocuparia se não Paxton Lynch não tivesse ido tão bem quando esteve em campo.

 

2 +2 – New England Patriots
Por mais que o New England Patriots tenha passado com facilidade pelo Houston Texans, não é fácil jogar com o terceiro quarterback. Olharemos para trás e veremos essa derrota para os Bills como um acidente de percurso. Tom Brady vem aí e esse ataque promete ser duríssimo de se parar.

 

3 -2 – Seattle Seahawks
Depois de atuações ruins, o Seattle Seahawks se recuperou e vem de duas boas atuações. A defesa nunca deixou de ser fortíssima, o problema era o ataque. Quanto mais saudável Russell Wilson estiver, melhor esse time vai jogar. Doug Baldwin se estabeleceu como uma estrela e Christine Michael não está deixando ninguém sentir falta de Marshawn Lynch ou Thomas Rawls. Jimmy Graham enfim está jogando o que se esperava dele e isso é uma dor de cabeça extra para os adversários.

 

4 +11 – Minnesota Vikings
O Minnesota Vikings é a maior surpresa da temporada até agora. Quem diria que esse time estaria invicto? Isso se deve às atuações fantásticas da defesa, que não teve problemas para acabar com Aaron Rodgers, Cam Newton e Odell Beckham em seqüência. Esse time só não está mais para cima por causa do ataque, que vem sendo apenas adequado.

 

5 +1 – Pittsburgh Steelers
O Pittsburgh Steelers tem em média uma derrota por ano que é simplesmente inexplicável. A tendência é que o resultado da semana 3 contra os Eagles seja esse. Esse ataque ganha uma outra dimensão com Le’Veon Bell e a defesa vem jogando acima das expectativas, mesmo com pouquíssima contribuição de Ryan Shazier.

 

6 +19 – Philadelphia Eagles
Carson Wentz tem sido fantástico, todo mundo sabe, mas a defesa dos Eagles é o grande destaque. Em três rodadas (a equipe folgou na última rodada) Philadelphia ainda não permitiu nenhum passe para touchdown, isso é incrível! É muito improvável que Wentz mantenha esse nível de atuação, mas se os inevitáveis jogos de rookie vierem, a defesa tem totais condições de seguras as pontas.

 

7 +14 – Atlanta Falcons
É difícil nos animarmos com o Atlanta Falcons depois do que eles fizeram no ano passado. Em 2016, no entanto, a sensação é diferente. Esse ataque parece superior e tudo passa pelo quarterback. Matt Ryan seria o MVP da temporada caso ela terminasse agora, claro que com uma contribuição gigantesca de Julio Jones. A defesa, no entanto, é uma preocupação grande para equipe (ainda).

 

8 -3 – Green Bay Packers
O Green Bay Packers tem uma mania de tirar o pé do acelerador no segundo tempo e deixar os adversários sonharem com a virada (alguém lembra da penúltima final da NFC?). Isso precisa parar. A atuação nos dois primeiros quartos contra o Detroit Lions foram animadoras para a torcida.

 

9 +2 – Oakland Raiders
Depois de duas atuações desastrosas, a defesa do Oakland Raiders evoluiu nos dois últimos jogos. Contra o Baltimore Ravens a performance foi ótima por boa parte dos 60 minutos. Se manter esse nível, os Raiders tem tudo para se firmar como um dos favoritos para conseguir vaga nos playoffs.

 

10 +14 – Baltimore Ravens
O Baltimore Ravens está excedendo todas as minhas expectativas. John Harbaugh está fazendo um trabalho fantástico e os Ravens são um time duríssimo de se enfrentar. Agora que Terrance West será o titular no backfield, esse ataque deve melhorar ainda mais.

 

11 +19 – Los Angeles Rams
Com JJ Watt fora, Aaron Donald é o melhor defensor da NFL (me desculpe Von Miller). É incrível o número de jogadas que o DT atrapalha, sempre aparecendo na cara do quarterback adversário. A defesa dos Rams tem sido uma das melhores da temporada e, por enquanto, está conseguindo compensar o ataque, que é péssimo mesmo com Todd Gurley.

 

12 -7 – Cincinnati Bengals
Já era de se esperar que o Cincinnati Bengals não começaria tão bem o ano. O calendário foi bem complicado e o time mudou muito no ataque. Quando Tyler Eifert enfim retornar, a equipe deve melhorar muito nesse lado da bola para complementar a defesa, que continua muito forte.

 

13 – Houston Texans
A ausência de JJ Watt machuca, mas o Houston Texans continua sendo o favorito para conquistar a fraca AFC Sul. Bill O’Brien voltou a chamar jogadas no ataque e a tendência é ver o time movendo melhor a bola. A linha ofensiva ainda é uma grande preocupação.

 

14 +2 – Buffalo Bills 
Na offseason, quando fizemos nossa tradicional série de “Top 5”, escolhi Bill Belichick e Bruce Arians como primeiro e segundo respectivamente. Esses são os treinadores que Rex Ryan derrotou nas últimas duas rodadas. Com uma defesa cheia de desfalques, Ryan vem fazendo milagre e vai ganhando sobrevida no cargo. Quanto tempo essa boa fase não dá para saber, mas os Bills merecem respeito.

 

15 -13 – Carolina Panthers
Já sabíamos que o Carolina Panthers iria ter um caminho mais difícil em 2016, mas não é só isso, o time vem jogando muito mal mesmo. A linha defensiva não está pressionando os ataques adversários o suficiente para compensar a secundária inexperiente e no ataque Cam Newton vem de duas péssimas atuações. Os Panthers têm totais condições de se recuperarem, mas o momento atual preocupa.

 

16 -13 – Arizona Cardinals
O que está acontecendo com o Arizona Cardinals? Dos quatros times que chegaram às finais de conferência, os Cardinals foi o que mais caiu de rendimento nesse ano. A equipe está com problemas na secundária no lado oposto ao de Patrick Peterson (o próprio Peterson não foi nada bem contra os Rams). O grande mistério é o ataque. David Johnson já é uma superestrela e já é o melhor running back da NFL, mas Carson Palmer não é nem de longe o de 2015. Sinal amarelo ligado em Arizona.

 

17 +3 – Dallas Cowboys
Quem diria que o Dallas Cowboys estaria com três vitórias e uma derrota mesmo sem Tony Romo, Dez Bryant e sem vários titulares na defesa? Dak Prescott está fazendo um ótimo trabalho e vai entrar os Cowboys de volta para Romo em uma boa situação.

 

18 – New York Giants
A defesa evoluiu em relação ao ano passado, mas ainda não é o suficiente. O time é o último colocado em sacks, mesmo com todo o dinheiro investido na linha defensiva. O ataque, no entanto, é a grande decepção. Eli Manning não vem jogando bem e Odell Beckham ainda não conseguiu um touchdown sequer em 2016. Com a NFC Leste mais forte do que se esperava, os Giants precisam jogar melhor.

 

19 -9 – Kansas City Chiefs
O ataque do Kansas City Chiefs tem sido uma grande decepção esse ano. Mesmo com sete turnovers na partida contra os Jets, os Chiefs conseguiram marcar apenas 24 pontos. E depois veio a verdadeira destruição contra os Steelers. Esse time precisa desesperadamente do retorno de Justin Houston.

 

20 -11 –  New York Jets
O calendário do New York Jets neste começo de temporada tem sido brutal e todas as falhas desse time estão sendo ampliadas. Contra o Seahawks a secundária sofreu bastante, tanto que a linha defensiva não conseguiu compensar. No ataque, a lesão de Eric Decker atrapalha muito, ainda mais que Ryan Fitzpatrick vem de duas péssimas atuações.

 

21 -9 – San Diego Chargers
Nós tivemos a oportunidade de ver o que o San Diego Chargers pode fazer com todo seu elenco saudável. O problema é que isso durou apenas dois quartos. As lesões de Keenan Allen e Danny Woodhead acabaram com esse ataque, que agora deixa Philip Rivers e Melvin Gordon extremamente sobrecarregados. Parece mais um ano de falta de sorte dos Chargers.

 

22 +1 – Washington Redskins
O Washington Redskins estava à beira de uma crise generalizada, mas se recuperou com duas vitórias consecutivas. A defesa continua sendo uma das piores da NFL, mas a equipe possui talento suficiente no ataque para compensar, desde que Kirk Cousins não atrapalhe.

 

23 – 9 – Tampa Bay Buccaneers
O Tampa Bay Buccaneers está entre as principais decepções da temporada até agora. Jameis Winston está sofrendo muitos turnovers e lesão de Doug Martin foi um golpe duríssimo para o jogo terrestre. Winston precisa jogar melhor.

 

24 -7 – New Orleans Saints
Acho que vou reciclar a minha análise do Saints em qualquer um dos últimos Power Rankings. Drew Brees ainda é um dos melhores quarterbacks da NFL, mas ele não tem ajuda. É triste ver os últimos anos de Brees sendo desperdiçados.

 

25 -6 – Indianapolis Colts
Falando em quarterback sem ajuda do restante do elenco… Esse time dos Colts é o pior da era Andrew Luck, o que me faz questionar ainda mais a decisão de manter Ryan Grigson e Chuck Pagano em seus cargos. Sem Luck, Indianapolis seria a pior equipe da NFL.

 

26 -4 – Jacksonville Jaguars
“Por que os Jaguars estão atrás dos Colts se eles acabaram de derrotá-los?” Quem assistiu ao jogo viu que são dois péssimos times. O elenco dos Jaguars é bem superior ao do rival em todos os aspectos, exceto um: quarterback. E esse é o principal problema dos Jags. Blake Bortles regrediu, não tem como negar. Gus Bradley já deve estar atualizando seu currículo em sites de busca de empregos.

 

27 – Miami Dolphins
O ataque dos Dolphins parece pior em relação ao do ano passado. A presença de Ryan Tannehill vai se tornando insustentável e não ficaria surpreso se Adam Gase decidisse ir atrás de outro nome na offseason.

 

28  – Detroit Lions
Matthew Stafford vinha de uma incrível série de boas atuações, quebrada no último domingo na partida contra o Chicago Bears. O ataque sem Ameer Abdullah sofre bastante e os Lions estão destinados ao limbo da NFL em 2016.

 

29 -3 – Tennessee Titans

Após quatro rodadas já é possível dizer que o ataque ‘Exotic Smash Mouth’ é um fracasso. Mike Mularkey está muito pressionado, já que o trabalho do head coach era desenvolver Marcus Mariota, que está jogando pior em 2016 do que fez em 2015.

 

30 -1 – Chicago Bears
As três primeiras semanas dos Bears foram terríveis, mas o time melhorou com a saída de Jay Cutler. Ao que tudo indica, John Fox vai manter Brian Hoyer titular se este continuar jogando bem. É pouco, mas só de ver Cutler longe dos titulares já anima a torcida dos Bears.

 

31 +1– San Francisco 49ers
A lesão de NaVorro Bowman não prejudica os 49ers apenas em campo, mas também no vestiário, já que o linebacker é o grande líder e talvez melhor jogador desse elenco. Lembra quando o San Francisco venceu por 28 a 0 o Los Angeles Rams? Parece que esse jogo aconteceu há anos. Não pense que o 49ers subiu porque vejo evolução no time.

 

32 -1 – Cleveland Browns
Os Deuses do futebol americano não facilitam a vida do Cleveland Browns. Lesões dos (poucos) bons jogadores, Josh Gordon se internando em clínica de reabilitação e, para piorar, o Patriots com Tom Brady na próxima rodada. A chance de Cleveland terminar 0-16 é real.
.
Entre no grupo oficial do FA Hoje no Facebook! 

.
.
Já é hora de Panthers e Cardinals entrarem em pânico? No Podcast FA Hoje nós analisamos a situação das duas equipes e também as últimas notícias da liga, como o desabafo de Odell Beckham Jr. Escute agora!


iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Soundcloud

4shared

Comments

comments