OPINIÃO: Não existe Franchise Quarterback que receba mais do que deveria, muito pelo contrário

Costumo falar que a NFL é cíclica, não só o que acontece em campo, mas também os comentários em redes sociais. Toda vez que um quarterback renova seu contrato, sempre surgem pessoas para dizer que é um erro e que o salário é alto demais. Matt Ryan é apenas mais um nessa fila, o novo jogador mais bem pago da história da Liga até que Aaron Rodgers ou outro passador renove seu vínculo por mais que 30 milhões de dólares por temporada. A verdade, no entanto, não poderia ser mais o oposto disso, já que todos os Franchise Quarterbacks recebem menos do que deveriam, sem exceção.

A matemática é simples e prova o meu ponto. Matt Ryan vai receber 30 milhões de dólares, isso é 17% do teto salarial de 177,2 milhões de dólares, 17,6% se levarmos em conta apenas o que o Falcons gastará em 2018. Você vai me dizer que a responsabilidade do MVP da temporada 2016 no sucesso do Atlanta Falcons, em comparação ao restante do elenco, é menor que 1/5? Claro que não, o peso que o quarterback carrega é muito maior do que isso.

Vamos olhar de outro jeito. Matt Ryan vai receber 30 milhões de dólares por temporada. Você preferiria tê-lo por esse valor ou dois jogadores que recebem 15 milhões por temporada? Vou te dar uma rápida lista dos atletas com esse salário:

WR Jarvis Landry
LT Nate Solder
DE Jurrell Casey
CB Josh Norman
DT Calais Campbell
WR AJ Green

Seja sincero, existe alguma combinação de dois jogadores nessa lista que você preferiria ter ao invés de Matt Ryan? Se sua resposta for sim, ou está mentindo ou está tentando se enganar. Te garanto que qualquer GM na NFL escolheria ter o quarterback.

Isso acontece porque a NFL não funciona pelas regras do livre mercado. Os salários são limitados pelo teto salarial e existem mecanismos (Franchise Tag) para impedir que jogadores assinem com quem quiserem. Claro que essas regras ajudaram a criar a paridade que é a base do poder da Liga, só quem sai perdendo nessa conta são os jogadores, justamente quem coloca o capacete e arrisca sua saúde todo domingo.

Usei Matt Ryan como exemplo por ter sido o último a renovar seu contrato, mas o mesmo pode ser dito sobre caras como Matthew Stafford, Derek Carr, Jimmy Garoppolo, Russell Wilson, Andrew Luck e todos os outros Franchise Quarterbacks que não estão mais nos seus Rookie Deals. Imagina se isso fosse o futebol europeu e não a NFL, quanto que o Paris Saint Germain ofereceria de salário para qualquer um desses? Sem sombra de dúvidas muito mais do que recebem atualmente.

O Atlanta Falcons e outros times que possuem um Franchise Quarterback que não está no salário de rookie possuem menor flexibilidade no teto salarial. É bem fácil querer culpar quem recebe o maior salário, mas invariavelmente são vários jogadores recebendo acima do que desempenham em campo que deixa sua equipe sem espaço na folha para se reforçar. Esses QBs que já mostraram capacidade para serem titulares de bom nível fazem sua parte e muito mais.
.
.
.

Nesta edição do Podcast FA Hoje nossa equipe debateu sobre quais times mais melhoraram nessa offseason com contratações na Free Agency e Draft. Nós também passamos pelas últimas notícias, como a polêmica entrevista de Tom Brady, mudanças em Oakland e muito mais. Escute agora!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments