OPINIÃO: Mesmo com as derrotas, o futuro de Jaguars e Vikings é promissor… ou não

Só duas torcidas ficam felizes após as finais de conferência (sem contar os rivais que ficaram com o secador ligado…). Para os eliminados fica a decepção de saber que chegou tão perto do sonhado Super Bowl. Uma reação comum após o “luto” é o otimismo, de ver no elenco jovem a possibilidade de voltar rápido à dança e quem sabe dar o último passo. Não quero ser o estraga-prazeres, mas tenho uma notícia: pode ter sido o mais longe que esses elencos de Jacksonville Jaguars e Minnesota Vikings vão chegar, por isso dói tanto ficar no meio do caminho.

Ter um grande quarterback é uma ótima receita para chegar ao Super Bowl. Contar um cara como Ben Roethlisberger e Aaron Rodgers te coloca todo ano na competição. Só tem um problema, sabe qual a última vez que esses dois chegaram na final? 2011. Sete anos depois são só tropeços na pós-temporada para Steelers e Packers. O tempo vai passando e os dois QBs não tiveram chance de disputar mais um Troféu Lombardi, o que parecia certo lá atrás. Pode ser que nenhum deles dispute mais um SB nas suas carreiras.

O Minnesota Vikings tem uma defesa com jogadores relativamente jovens, com peças como Harrison Smith, Everson Griffen e Xavier Rhodes no auge de suas carreiras. Na próxima temporada Dalvin Cook vai retornar e esse time vai ser melhor ainda, certo? Não necessariamente. Lesões são uma constante na NFL e todo ano elas acontecem. O mais importante é a posição de QB. Não existe garantia que Case Keenum vá conseguir repetir esse desempenho, e a história de passadores como ele que perdem o coordenador ofensivo que os fez brilhar não é muito boa. E se não for Keenum em 2018, Teddy Bridgewater e Sam Bradford também não são certezas. Essa pode ter sido a melhor oportunidade dos Vikings de levantar o Troféu Lombardi pela primeira vez.

Não acho que a defesa do Jacksonville Jaguars tenha sido um ponto fora da curva. Normalmente quando um time melhora enormemente de um ano para o outro, no seguinte costuma haver uma correção de percurso. Não vejo isso acontecendo em Jacksonville, pelo menos nenhuma queda muito acentuada de desempenho. Ainda assim, não dá para ter um sucesso sustentável com Blake Bortles como o seu QB. Os Jaguars fizeram o melhor trabalho possível escondendo-o e agora precisam melhorar nessa posição. Pode demorar dez anos ou muito mais que isso para achar um franchise QB. Será que vão achar enquanto os principais nomes desse elenco estão no auge? Ninguém sabe. É muito doloroso para o torcedor, já que a vitória ficou tão perto.

Se você chegou até aqui, quero dizer que é o seu trabalho como torcedor ser otimista e acreditar que a próxima temporada pode ser o ano do seu time. A minha função como analista, no entanto, é outra, é lidar com os fatos. Só existe um New England Patriots e as outras franquias muitas vezes só tem uma chance de levantar o Troféu Lombardi por um período longo de tempo. Para Jaguars e Vikings pode ter sido 2017/2018.

 

.
.
.
Está definido o Super Bowl! As finais de conferência agitaram esse domingo, com os Patriots vencendo a AFC e os Eagles sendo campeões na NFC. A nossa equipe analisou tudo que rolou no Podcast FA Hoje, escute agora!

 

 

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments