Jogador revela que durante o Combine time perguntou se sua mãe trabalhava como prostituta

Todo ano após o Combine surgem notícias de perguntas absurdas feitas por times durante as entrevistas com os jogadores que participaram do eventos. Algumas são apenas sem pé nem cabeça, mas todo ano alguma equipe (ou algumas) passam completamente do limite. Derrius Guice era um dos prospectos presentes e em entrevista nesta semana, o RB de LSU revelou que um dos times fez perguntas sobre sua orientação sexual e outro perguntou se a mãe dele trabalhava como prostituta.

‘Foi muito maluco. Algumas pessoas estão tentando te irritar para ver sua reação. Entrei em uma sala e um time perguntou se eu gostava de homens, só para ser minha reação. Entro em outra sala e eles falam de algum membro da minha família, dizendo ‘Ei, eu ouvi que a sua mãe trabalha como prostituta. Como você sente sobre isso?”, contou Rice.

A justificativa, que não justifica em nada, é que essas perguntas são feitas para tentar irritar os jogadores e ver como eles se comportam. Em entrevista ao ‘USA Today’, o porta-voz da NFL afirmou que a Liga vai investigar o ocorrido e que esses tipos de pergunta vai totalmente contra as políticas internas da National Football League. DeMaurice Smith, diretor executivo da ‘NFLPA’, disse ao ‘Pro Football Talk’ que deveria ser investigado qual time fez essas perguntas e que a franquia deveria ser banida do Combine.

Comments

comments