Indecisão: Gronkowski deve ou não aposentar-se?

Após a vitória no Super Bowl LIII, jogadores e comissão técnica do New England Patriots ficaram por cerca de 30 minutos no gramado de Atlanta. Porém, um atleta em especial permaneceu por mais de uma hora aproveitando o momento, tirando foto com fãs, fazendo entrevistas e se abraçando com familiares. Rob Gronkowski parecia aproveitar o momento como se fosse o último da carreira. E após uma entrevista misteriosa, já no vestiário, o Tight End comentou sobre sua possível aposentadoria.

‘Vocês sabem, eu ainda não pensei direito sobre essa decisão. Esta noite é hora de celebrar com meus companheiros de time, familiares e amigos. Bill [Belichick] disse que vai festejar hoje, então sabemos que a noite vai ser boa. O futuro da minha carreira será decidido em uma ou duas semanas. […] Foi  o ano mais satisfatório que eu já tive como profissional. Nós passamos por grandes obstáculos juntos, do esforço desde o training camp até agora foi surreal. Tivemos uma vida dura esta temporada e superamos juntos. É muito gratificante.’, disse Rob Gronkowski em entrevista coletiva após o Super Bowl LIII.

A gratidão de Gronkowski com o esforço dos companheiros e a construção em conjunto do título são questões que dão legitimidade ao seu discurso. Ao mesmo tempo, que deixa brechas para especulações mais fortes. Ou seja, realmente o futuro do jogador é uma incógnita.

Recepção de Rob Gronkowski em momento crucial do Super Bowl LIII.

Quando levamos em consideração o desempenho de Gronk na temporada e no Super Bowl, ainda é claro que ele é decisivo. Mesmo sofrendo com inúmeras lesões durante a carreira e neste ano, ele recebe bolas importantes e termina o jogo com 6 recepções para 87 jardas. Para a próxima temporada, o jogador teria 30 anos e seria o décimo de atividade na NFL. Um modelo de jogo em que Gronkowski se encaixaria bem e preservaria sua saúde, seria algo próximo ao que Seattle Seahawks usou com Jimmy Graham em 2017. Colocando o TE apenas em situações de red zone ou descidas importantes. Dessa forma ele pode ser MUITO efetivo e durar alguns anos extras na NFL.

Por outro lado, o corpo do atleta está muito desgastado. Lesões significativas como na coluna vertebral (ainda na University of Arizona), fratura e re-fratura no braço esquerdo que demandaram três cirurgias, rompimento de ligamentos do joelho (e concussão!) na mesma jogada, torções de tornozelo e muito mais. Assim, é entendível o cuidado com a saúde que Gronk deve ter com seu corpo para sua vida pós-NFL. Portanto, é provável que o atleta não queira continuar jogando futebol americano, ainda mais após ganhar o terceiro título da liga.

Risco de lesão em áreas específicas do corpo de Gronkowski. Número 5 (costas) é o maior potencial para a contusão ocorrer novamente e de forma mais grave.

Se Rob Gronkowski se aposentar, mesmo com a curta carreira, ele já seria, indiscutivelmente, um dos melhores Tight Ends da história da NFL. Pelos nove anos atuando como profissional, os 79 touchdowns marcados e as mais de 7800 jardas conquistadas dão médias incríveis. Em questão de impacto no jogo, Gronk se destaca não por ser apenas um dos melhores recebedores de todos os tempos, mas também quando fica na linha ofensiva, para proteger uma corrida ou passes de Tom Brady. É possível que ele entre imediatamente no Hall da Fama, assim que se decidir parar de jogar futebol americano.

Dessa forma, não é só possível que Gronkowski se aposente, como o próprio deixou em aberto, mas é muito provável. Apesar dele ainda poder ser bastante efetivo na liga, o jogador parece prezar a sua saúde e ainda aproveitar a flor da juventude sendo um dos atletas mais bem sucedidos na história do futebol americano. Seria uma grande perda para a qualidade do jogo, que não teria mais um jogador tão decisivo e também para os bastidores da liga, caso ele resolva não se envolver mais imediatamente, mesmo como técnico, dirigente ou comentarista.
.
.
.
Gabriel Martins e Rodrigo Moizéis destrincharam tudo que rolou no Super Bowl LIII, que terminou com a vitória do New England Patriots. Imperdível!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone)

Soundcloud

Novidade: Nos escute no Google Podcast

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais) 

Deezer

Comments

comments