Free Agent Week: Jogadores com maior risco de serem péssimas contratações

A Free Agent Week 2018 é a semana temática do FA Hoje com TUDO relacionado ao Mercado de Free Agents. Nossa equipe cobriu todos os aspectos desse período tão importante do ano, trazendo muito conteúdo original para você, nosso leitor/ouvinte/espectador. 

.

A Free Agent Week está a todo vapor no FA Hoje! Agora, você confere a lista de jogadores que devem ganhar muito dinheiro na free agency, mas tem sérios riscos de virarem busts. Seja por pouca durabilidade, idade ou outros fatores, todos os anos atletas que recebem contratos enormes não rendem o esperado. Veja as nossas apostas!

Case Keenum, QB – Minnesota Vikings

25º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

O quarterback dos Vikings vem da sua melhor temporada na carreira. O incrível é que em 2016 Keenum era considerado um dos piores quarterbacks titulares da liga, ainda quando estava com os Rams. Seu brilhante 2017 deve-se muito ao esquema em que se encaixou e a boa situação que a defesa dos Vikings frequentemente o deixava em campo. Vejo em Case Keenum um QB para render em situações em que tudo estiver perfeito: boa linha ofensiva, opções de recebedores confiáveis e um jogo corrido sólido capaz de desafogar o jogo. Acho muito difícil que algum time que procura quarterbacks nessa FA seja capaz de ceder esse tipo de situação a ele. Logo, é muito provável que Keenum recebe um baita contrato e não renda o esperado.

A.J. McCarron, QB – Cincinnati Bengals

49º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Com apenas três jogos como titular na carreira, McCarron é uma opção para os desesperados times que buscam seu franchise QB. Quase foi trocado para o Cleveland Browns na temporada passada por uma escolha de segunda rodada do draft (!!!), o que não aconteceu por uma gafe da franquia. O ponto é que o atleta não teve oportunidades o suficiente como titular para mostrar seu real potencial. É verdade que ele jogou muito bem nos três jogos em 2015 (!!!), porém apostar um grande contrato em um jogador que mal entrou em campo é muito arriscado. Se ele esperar QBs mais estabelecidos resolverem sua vida na free agency, deve receber propostas salariais enormes. Eu apostaria em McCarron como um reserva, mas acho que isso não vai acontecer.

Carlos Hyde, RB – San Francisco 49ers

48º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

2017 foi a primeira temporada completa de Carlos Hyde. Porém, não foi a melhor em números – em 2016 ele alcançou mais jardas totais em 13 jogos!. Seus seguidos e constantes problemas com lesões perseguem o atleta, bem como a expectativa em se tornar um grande running back. É verdade que a falta de talento em San Francisco (antes da chegada de Jimmy G) atrapalhou o rendimento do RB por vezes, mas não da para confiar que ele valha um bom contrato. Hyde vale pelo o que pode fazer e flashes do que mostrou, mas sua durabilidade me deixa com um pé atrás no provável alto valor de seu próximo contrato.

Jimmy Graham, TE – Seattle Seahawks

14º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Desde que chegou a Seattle em 2015, Graham teve problemas com pequenas lesões que minaram sua performance mesmo após se recuperar da ruptura no tendão patelar. A última temporada, finalmente, ele foi muito bem aproveitado no ataque (como quase um alvo exclusivo na red zone). Essa é a correta utilização para o tight end, que tem uma exímia habilidade de separação, impulsão, tamanho e força. Ele não deve entrar em campo em situações que não sejam terceiras descidas ou red zone. O que me preocupa, além do valor que ele receberá, é como será usado fora de Seattle, caso realmente saia. Impulsionado pelo bom ano tem tudo para receber outro baita contrato, o que merece. Sua possível e até provável utilização incorreta é o que preocupa, até por sua fraqueza em bloqueios.

Nate Solder, LT – New England Patriots

72º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Nate Solder é um dos jogadores mais reconhecíveis de linha ofensiva, mas não deixe o nome te enganar. O veterano vem de duas péssimas temporadas, sendo um dos piores titulares dos Patriots (se não o pior) nesse período. Numa NFL que prioriza cada vez mais passes, Solder vai ter dificuldades em esquemas que demandam mais tempo para o quarterback. Ele não vai jogar mais com Tom Brady, logo, os passes não sairão tão rápidos como de costume. Seu desempenho não vai condizer com o alto salário se realmente deixar New England.

Nigel Bradham, LB – Philadelphia Eagles

18º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Os dois melhores anos de carreira de Bradham foram com o Philadelphia Eagles. Com os Bills, ele mostrou muita inconsistência e nem era titular. O LB mostrou muita eficácia defendendo passes além de uma ótima leitura de jogo nas duas últimas temporadas. Mas, o esquema tático de Jim Schwartz deu tranquilidade para que o atleta tivesse tempo para se posicionar e fazer jogadas. Ele merece uma baita grana, mas não espero que renda o mesmo em outras defesas. Prevejo frustração da equipe que assinar uma bolada com Bradham, se esse se encaixar em um sistema que não prestigie suas qualidades.

Brian Cushing, LB – Houston Texans

68º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Lesões no joelho e tornozelo minaram o que tinha tudo para ser uma das carreiras mais prestigiosas de um LB. Sempre que esteve em campo, Cushing mostrou vontade e talento. Alguma equipe mais desesperada vai apostar no que ele pode ser, não na sua realidade de lesões e mais lesões. Pessoalmente, acredito que Cushing pode render em minutos limitados e em situações de pressão, mas confiar um contrato valoroso pode ser frustrante.

Malcolm Butler, CB – New England Patriots

15º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

O Mr. Hype da lista vem acompanhado de fatores extra-campo e uma não-aparição controversa no último Super Bowl. Butler tem capacidade inquestionável, mas sua postura e gênio no vestiário podem causar confusões até em equipes como o New England Patriots. Eu não confiaria em um atleta muito bom individualmente mas com todo esse histórico. Alguma franquia vai me contradizer e apostar alto em Butler, mas essa aposta tem tudo para virar um bom e rápido bust.

Vontae Davis, CB – Indianapolis Colts

70º no Top 100 Free Agents do FA Hoje

Davis é um veterano com nome e algumas temporadas boas. Seus últimos anos foram péssimos em Indianapolis, e seus poucos jogos em 2017 mostraram que ele não tem condições de continuar na equipe. O que pode salvar sua carreira é ser realocado como safety, mas dependendo da situação que se encaixar isso não será possível. Vontae Davis ainda será visto como um pro-bowler de anos anteriores por algumas equipes, e isso deve encarecer bastante seu contrato.
.
.
.

Essa semana é a Free Agent Week no FA Hoje, cinco dias de conteúdo sobre o Mercado de Free Agents. No Podcast FA Hoje analisaremos tudo relacionado à Free Agency e nessa primeira parte do especial discutimos sobre quem dever receber a Franchise Tag, a lista do Top 100 Free Agents de 2018 do FA Hoje e quais veteranos podem ser cortados antes da abertura do mercado. Escute!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments