Franchise Tag ou não? Chicago Bears já tem plano para situação de Alshon Jeffery

A passagem de Alshon Jeffery pelo Chicago Bears parece ter terminado. Segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, a equipe não vai usar a ‘Franchise Tag’ pelo segundo ano consecutivo no wide receiver e com isso ele deve mesmo deixar a franquia.

No ano passado os Bears usaram a Tag em Jeffery, artifício que garante a permanência de um jogador por mais um ano e paga um salário que é a média dos cinco maiores da mesma posição ou 120% do que ele recebeu no ano anterior. Nessa lógica, o WR teria que receber 17,5 milhões de dólares em 2017, que seria de longe o maior ordenado entre recebedores. Ainda de acordo com a ‘NFL Network’, Chicago não sente-se confortável pagando isso a alguém com histórico de lesões (Alshon Jeffery deixou de jogar 11 partidas nos últimos dois anos).

Alshon levanta algumas preocupações, mas chegando ao mercado aberto ele se tornará o wide receiver mais bem pago da NFL, ultrapassando AJ Green que aparece no topo dessa lista com um salário de 15 milhões de dólares por temporada. O agora ex-jogador dos Bears pode não ser tão talentoso quanto o próprio Green ou nomes como Julio Jones, Antonio Brown e Odell Beckham Jr., mas uma vez que começa o leilão pelos seus serviços e com muitas equipes tendo bastante espaço no teto salarial, os valores tornam-se astronômicos.
.
.
.
No clima de carnaval resolvemos fazer um Podcast FA Hoje diferente: Gabriel Martins, José Paulo Mendes e Marco Tulio Bayma se colocaram no papel de general manager e fizeram propostas de troca um para o outro. Tony Romo para os Rams? JJ Watt para os Bengals? Confira como foi no programa! Respondemos também as perguntas enviadas pelos leitores. Escute agora!

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Soundcloud

4shared

Novidade: Deezer

Comments

comments