Defensor do Tennessee Titans quer mais oportunidades no ataque da equipe

Quando o Tennessee Titans usou a 18ª escolha do Draft de 2017 em Adoree’ Jackson, a equipe sabia estar selecionando mais que um cornerback. Com um impressionante 4,3s no tiro de 40 jardas, Jackson mostrou em USC ter a capacidade de marcar os WRs adversários e também touchdowns – foram 12 pelo ataque ou times especiais em três anos no College Football. Em 2018 o faz-tudo quer expandir seu papel nos Titans. Após apenas 12 snaps ao lado de Marcus Mariota e companhia em 2017, o jogador disse em entrevista nesta sexta-feira que quer ficar o mais envolvido possível no plano de jogo em Tennessee, em todas as fases do jogo.

‘Eu espero (jogar mais no ataque). Eu sou aquele inseto no ouvido dos treinadores enchendo o saco para ficar em campo sempre que possível, seja o que for necessário. Meu foco é defesa e special teams como retornador, mas se ele (Mike Vrabel) me colocar em campo com o ataque vou ficar muito animado’, disse Jackson.

Mike Vrabel sabe muito bem sobre defensores tendo um impacto também no ataque. Linebacker do New England Patriots entre 2001 e 2008, Vrabel era utilizado também como Tight End e recebeu 12 passes em sua carreira, todos para touchdowns. Adoree’ Jackson teve 12 snaps no lado oposto da bola em 2017, registrando cinco corridas para 55 jardas e nenhum TD. É um retrospecto bem diferente de seus dias em USC, onde em três anos registrou 694 jardas totais e 6 TDs, além de ser um incrível retornador com 2.610 jardas e 8 TDs de retorno.
.
.
.
Com o nosso convidado Gabriel Queiroz, do Liga dos 32, nós analisamos as últimas notícias da Liga e debatemos sobre o polêmico Top 100 jogadores da NFL na atualidade apresentado pela NFL Network. Imperdível, escute agora!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

Novidade: Escute o Podcast FA Hoje no Google Podcast (Android)

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments