Conheça a verdadeira história de Pat Tillman, ex-jogador da NFL que virou herói de guerra nos EUA

Nesta segunda-feira 28 de maio foi celebrado o ‘Memorial Day’, dia em que os Estados Unidos homenageiam seus soldados mortos em combate. Para um país que esteve em guerra em mais de 90% dos anos de sua existência, essa data ganha um significado ainda maior. Se você acompanha a imprensa esportiva americana nas redes sociais deve ter visto muitas citações a Pat Tillman, ex-jogador do Arizona Cardinals que deixou o time para se alistar ao exército após os atentados de 11 de setembro. Um grande homem, sem sombra de dúvidas, que merece ser exaltado não só no ‘Memorial Day’. Só que tem um problema em tudo isso. Convenientemente, times e setores da mídia ocultam uma parte importante da história de Tillman, o que presta um grande desserviço à sua memória e ao sofrimento da sua família: o Departamento de Defesa dos EUA tentou ocultar o motivo real da sua morte em combate.

Pat Tillman foi uma escolha de sétima rodada do Arizona Cardinals em 1998 após uma grande carreira em Arizona State. A maioria esmagadora de jogadores escolhidos a essa altura não consegue se firmar na NFL, mas não foi o caso de Tillman. Ele não só conseguiu uma vaga no elenco, como eventualmente foi selecionado ao Pro Bowl em 2000. Só por isso já seria uma grande história. O que mudou tudo foram os atentados de 11 de setembro de 2001. Após o término da temporada 2001, o linebacker recusou uma renovação contratual oferecida pelos Cardinals e se alistou ao exército dos Estados Unidos.

Pat e seu irmão, Kevin, entraram para as forças armadas em 2002 e após treinamento foram enviados para combate em novembro de 2003. Cinco meses depois, no dia 22 de abril de 2003, Pat Tillman foi morto em combate no Afeganistão. Inicialmente a sua morte foi descrita como resultado de uma emboscada do Talibã. Foi só após semanas que a verdade foi descoberta: Pat foi assassinado pelos soldados americanos por engano, o chamado “Fogo Amigo”.

Steven Elliott, soldado da unidade de Tillman, concedeu entrevista à ‘NPR’ em 2014 e relatou o que aconteceu no dia. O veículo blindado do pelotão quebrou nas montanhas e isso forçou o grupo a se dividir em dois. Um deles acabou caindo em uma emboscada do Talibã e estava sob fogo intenso. O restante dos soldados vieram em sua defesa, mas já era de noite e a visão não era boa. O sargento Greg Baker ordenou que atirassem no que foi descoberto serem Pat Tillman e um soldado afegão aliado dos Estados Unidos.

Tillman era um dos soldados mais famosos por conta da sua carreira como jogador de futebol americano. Inicialmente, sua família foi informada da morte sem muitos detalhes, dizendo que ele havia sido alvejado enquanto saía de um veículo blindado. Depois, a versão mudou para ele ter sido assassinado em combate enquanto tentava proteger outros soldados. Foi só após semanas que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos revelou que Pat foi morto por fogo amigo, isso após muita luta dos familiares para obter informações sobre o que teria acontecido. Em entrevista à ‘CBS’, a mãe do soldado disse ter sentido que havia algo errado na versão relatada imediatamente a ela. O relato de Elliott deixa bem claro que não havia dúvidas quanto a causa da morte. Foi uma mentira deliberada.

Novamente, Pat Tillman foi um grande homem e deve ser exaltado. Abrir do mão do grande sonho de qualquer um que é jogar na NFL para lutar pelo seu país é uma demonstração incrível de altruísmo e patriotismo. Só que exaltá-lo e esquecer como o Exército dos Estados Unidos tentou esconder a causa real da sua morte faz um grande desserviço à sua memória. Infelizmente, no horror que são guerras, são muitos os casos de fogo amigo custando vida. Pela entrevista do seu companheiro de pelotão, é um peso que vai acompanhá-lo pelo resto da vida (mesmo Elliott sabendo que não foi sua arma que assassinou Tillman). Se vamos contar sua história, vamos contá-la completa.
.
.
.

Mais um episódio da nossa série de Top 5 no Podcast FA Hoje! Nesta edição, Gabriel Martins e Frederico Maritan debateram sobre quem são os cinco melhores Cornerbacks da NFL atualmente. Escute agora!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Novidade: Deezer

Soundcloud

4shared

Comments

comments