Com Antonio Brown, picks no Draft e Free Agency, os Raiders podem ’empolgar’?

O ano de 2018 não foi dos mais fáceis para a grande torcida dos Raiders. Um contrato no mínimo questionável para seu novo HC Jon Gruden, a troca de Khalil Mack, Amari Cooper e o último lugar na AFC Oeste, com o recorde de 4-12. No entanto, 2019 pode ser mais promissor: a chegada de Antonio Brown, um bom trabalho na free agency (contrataram Trent Brown, um bom tackle) e um draft bem feito podem mudar a realidade de Oakland, mas o que podemos esperar do time?

Trocar um dos melhores jogadores de linha defensiva da liga para o Chicago Bears talvez não tenha sido a melhor decisão, mas o fato é que Oakland agora terá, teoricamente, 5 escolhas de primeira rodada, se somarmos as deste ano (3) e as do próximo (2). Sendo um draft composto, majoritariamente, por jogadores de defesa, os Raiders podem preencher alguns buracos do setor defensivo. Um deles é, justamente, apressando o QB adversário, sem Mack, foram apenas 13 sacks feitos pela DL – de longe, a pior marca da liga. Com a quarta, a vigésima quarta e a vigésima sétima picks no Draft de abril deste ano, Oakland pode tentar melhorar esta situação e até mesmo a do ataque.

Ofensivamente, o time passou longe de ter ido bem. Sem Amari Cooper (trocado para os Cowboys) com Derek Carr longe da forma de 2016, ano que estava cotado para ser MVP da temporada até ter se machucado, o ataque não foi efetivo. O QB não conseguiu lançar, sequer, 20 touchdowns em 2018 – é justamente o que não se espera quando se ganha 25 milhões de dólares por ano – e nos fez pensar se ele voltará àquela forma de postulante ao prêmio de MVP.

Se ponderarmos que duas das três escolhas de primeira rodada dos Raiders possam ser revertidas em jogadores de defesa, podemos pensar que uma delas pode ser para alguma peça no ataque, seja um wide receiver 2, um running back ou até mesmo um OL – vale lembrar que os atletas da linha ofensiva consomem um grande espaço no Cap de Oakland e este não foi um setor que mereceu destaque positivo no ano passado.

Em linhas gerais: ter Antonio Brown já muda o nível de qualquer ataque. Por mais inoperante que este tenha sido anteriormente, você terá um playmaker que pode e deve fazer a diferença quando a bola oval chegar nas mãos dele. E mesmo tendo custado caro, os Raiders vão poder selecionar quatro jogadores entre as 50 primeiras escolhas. Saints e Colts já mostraram como um Draft pode mudar o patamar de uma equipe e fazer com que seja possível alçar voos mais longos. Ao final da offseason, Oakland pode se munir com atletas jovens e promissores e nomes interessantes da free agency. A princípio, a AFC Oeste tem dois grandes contenders, com Chiefs e Chargers, a missão dos Raiders é chegar no patamar dos seus rivais e voltar a, de fato, competir.

Comments

comments