College Hoje: Aposentadoria do Urban Meyer + Troféu Heisman + Último ranking

Bem vindos ao College Hoje, coluna especial para os amantes de College Football. Aqui traremos informações e análises semanalmente sobre o futebol americano universitário.

Aposentadoria do Urban Meyer

Notícia dessa terça, Urban Meyer fará seu último jogo com Head Coach de Ohio State no Rose Bowl contra Washington. O treinador teve um ano conturbado, começando com a suspensão de três jogos pelo caso do ex-treinador de recebedores, Zach Smith. Meyer vem batalhando alguns problemas de saúde, muitas vezes ficava claro que o treinador estava mal nas sidelines. O cisto em sua cabeça que foi um dos motivos para sua saída de Florida parece ainda estar o incomodando.

Rumores sobre sua aposentadoria começaram a pipocar durante toda a temporada, e estava claro que era isso ou a continuação do técnico em Columbus. Ohio State não iria demitir o técnico e ele não iria trocar de equipes. Com o final da temporada e os Buckeyes não fazendo os Playoffs, Urban decidiu se aposentar. O Coordenador Ofensivo, Ryan Day será o técnico da equipe na temporada que vem, o jovem treinador foi o interino durante a suspensão de Urban Meyer e fez um ótimo trabalho, sem contar a qualidade do ataque e do quarterback Dwayne Haskins tiveram esse ano.

Urban Meyer vai ficar no hall dos grandes no esporte. 186 vitórias na carreira e apenas 32 derrotas, o terceiro melhor ratio entre todos os técnicos de College Football, e 3 títulos nacionais. Como técnico de Ohio State foram 82 vitórias e 9 derrotas ao longo de 7 temporadas, sempre com no mínimo 10 vitórias em cada uma delas, 3 títulos da BIG 10 e o principal, um recorde de 7-0 contra aquele time norte.

Troféu Heisman

Com o final da temporada regular, os três finalistas para o Troféu Heisman foram anunciados e embora uma temporada cheia de candidatos, esses três realmente pareciam os melhores. E pela primeira vez em alguns anos, realmente fica difícil saber quem vai ganhar, é possível você fazer um caso para os três e a própria mídia não tem um favorito claro. Vamos tentar ver quem deveria ganhar.

Tua Tagovailoa

Como já disse, é possível fazer um caso para todos os finalistas, e vale ressaltar que essa lista NÃO ESTÁ EM ORDEM. Tua provavelmente estava na liderança durante boa parte da competição, mas muitas questões foram levantadas sobre a qualidade dos oponentes que Alabama enfrentou e se um jogador poderia ganhar  o Heisman sem quase jogar no quarto período dos jogos. Tua teve dois testes pra valer nessa temporada, um foi contra LSU e ele dominou os Tigers no Death Valley em Baton Rouge.  O outro foi contra Georgia na final da SEC, nesse o jogador não foi tão bem, foram duas interceptações antes dele sair do jogo com uma lesão enquanto a Crimson Tide perdia o jogo para a entrada de Jalen Hurts, que virou o jogo. Tua era o favorito desde a pré-temporada, sem ter nenhuma partida como titular. Os números falam por si só, são 3353, 37 TDs e só 4 interceptações. Tua provavelmente é o melhor QB da história de Alabama e sem dúvida é o melhor QB que Nick Saban (aceitem fãs do A.J. McCarron). Tagovailoa seria minha aposta para ganhar o troféu, não só pelos seus números, mas pela puxada de sardinha dos votantes da SEC, como foi no ano que o Derrick Henry. Se ele de fato ganhar, eu não estou dizendo que não vai ser merecido.

Kyler Murray

Kyler talvez esteja repensando sua escolha de ir para o Oakland A’s no final da temporada. O quarterback que era reserva do ganhador do Heisman e primeira escolha geral do Draft foi draftada para jogar beisebol na primeira rodada. Sem Baker Mayfield, sem problemas, esse é o mantra de Oklahoma nessa temporada. Kyler assumiu a titularidade e deixou o país em choque. Uma definição que eu gosto de usar para ele é ‘Cheat Code’, o código de trapaça. Murray além de ser um excelente passador, é um corredor fantástico, na minha opinião ele está na mesma prateleira do Lamar Jackson como melhores ameaças duplas que eu vi jogar. Kyler teve menos ajuda que Tagovailoa pois a defesa dos Sooners não consegue parar o time do FA Hoje, então toda semana basicamente ele tinha que entrar em um shootout. Chega a ser redundante falar dos números dele, são 4945 jardas totais e 51 TDs . Kyler tem ganhado muita força depois da vitória contra Texas e o final de semana ruim pra Tagovailoa.

Dwayne Haskins

Dwayne Haskins é o meu candidato. Antes de você me chamar de clubista, para e pensa comigo. O cara teve o time mais bagunçado entre os três, tudo bem, a defesa não era tão ruim quanto a de Oklahoma, mas Ohio State teve problemas parando ataques pelo país (cof cof Purdue e Maryland cof cof), e o ataque teve problemas correndo com a bola e protegendo o QB na maior parte do ano. Ohio State esteve na discussão dos Playoffs até o último dia basicamente pelo Dwayne Haskins, alguns jogos que a equipe merecia perder, o quarterback ganhou levando o time nas costas. Sem contar que ele talvez tenha os maiores testes, a defesa número 1 do país de Michigan? 6 TDs e 62 pontos. Penn State no Happy valley? Virada nos minutos finais. TCU e Michigan State fora de casa. Além disso, Haskins quebrou basicamente todos os recordes passando com a bola da BIG 10 e lidera o país em jardas passadas e TDs lançados e TDs totais. Na minha humilde opinião, Dwayne Haskins deveria ganhar o Heisman, mas provavelmente não vai acontecer.

Último Ranking

Estão definidos os semifinalistas do College. Quais times vão jogar um Bowl de ano novo, quais vão ter um jogo interessante pelo menos e quem vai participar daquele jogo que você só lembra lá pra Junho. O comitê escolheu na madrugada de sábado pra domingo, logo depois da última final de conferência o último top 25 da temporada. Alabama, Clemson, Notre Dame e Oklahoma foram os selecionados para terem uma chance de ganhar o título.

Uma coisa que ficou clara pra mim foi a forma que o comitê analisou os times que tinham uma chance de ir para os Playoffs. Alabam e Clemson em outra categoria dos demais, os dois eram claramente os melhores times do país. Depois veio Notre Dame, Oklahoma, Georgia e Ohio State, todos sonhando com a última vaga. O meu problema com o comitê sempre foi que eles não são claros em suas decisões. A frase que dois times não se comparam é muito vaga pra mim. Nesse ano, ficou claro o método que eles usaram, mas o que é a questão foi o porquê ele foi usado, sendo que ele não era uma regra e nem está na lista de critérios do comitê.

Claramente eles definiram baseados na pior atuação de cada time, Notre Dame contra Vandi, vitória da Fighting Irish por 5 pontos, Oklahoma contra Texas, derrota dos Sooners por 3 pontos, Georgia contra LSU, derrota dos Bulldogs por 20 pontos e Ohio State contra Purdue, derrota dos Buckeyes por 29 pontos. O título de conferência teve um peso muito reduzido, tanto que Georgia ficou na frente de Ohio State. Eles não levaram em conta a melhor atuação de cada time, visto que a vitória dos Buckeyes contra Michigan é melhor que qualquer uma entre os quatro times.

O meu problema com a escolha em si não foi o top-4, mas foi o quão perto eles estiveram de botar um time com duas derrotas que não ganhou sua conferência. Se Oklahoma tivesse perdido de Texas, Georgia teria entrado. Se isso tivesse acontecido, eu acredito que os Playoffs como nós conhecemos não duraria nem mais um ano, é simplesmente você jogar no lixo o valor das conferências e da semana da rivalidade. A quantidade de vezes que eu ouvi que ‘Georgia quase ganhou de Alabama’, quase ganhar ainda é uma derrota. Por que os Bulldogs mereceriam uma outra chance contra Alabama se eles não conseguiram ganhar do quarterback reserva deles menos de um mês antes? Oklahoma conseguiu evitar isso, mas se o comitê continuar a desdenhar das conferências, eu acredito que a gente esteja caminhando para um Playoff de 8 times mais rápido do que parece.

.
.
.
Podcast FA Hoje QUENTE chegando nesta segunda-feira com resumo de todos os jogos de domingo e análise da demissão de Mike McCarthy do cargo de HC dos Packers, imperdível!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

Novidade: Escute o Podcast FA Hoje no Google Podcast (Android)

iTunes (iPhone, iPad, iPod)

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais)

Deezer

Soundcloud

Comments

comments