Brian Flores foi a melhor escolha para Miami?

Ter interesse em contratar os coordenadores defensivos e ofensivos dos Patriots, ao longo dos anos, não é nenhuma novidade. Os Dolphins embarcaram neste trem e contrataram o ex-treinador de Linebackers – mas que chamava boa parte das jogadas de defesa – dos Pats, Brian Flores. Teria sido esta uma boa decisão, ou os Dolphins erraram em deixar Adam Gase ir para os Jets?

Após passar três temporadas com Adam Gase no seu comando, a franquia de Miami decidiu que era hora de mudar de treinador. No seu primeiro ano como HC (2016), Gase levou o limitado time dos Dolphins até os playoffs, com o recorde de 10-6. Era a primeira vez da equipe na pós-temporada após oito anos e vale lembrar que nos cinco primeiros jogos, o time acumulou 1-4 e depois venceu seis seguidas.

Em 2017 e 2018, os Dolphins acabaram não indo para os playoffs (pra surpresa de um total de 0 pessoas). Na temporada de 2017, Miami perdeu Ryan Tannehill por conta de uma lesão no Ligamento Cruzado Anterior e a solução encontrada foi tirar Jay Cutler da aposentadoria… E o recorde do time foi 6-10. Já em 2018, com o retorno do questionado Tannehill, os Dolphins brigaram pela vaga de wildcard até o final da temporada, mas acabaram perdendo jogos importantes.

Gase não foi o melhor HC do mundo, mas teve que lidar com muitos problemas de lesão no seu tempo nos Dolphins, perdendo jogadores importantes como DeVante Parker, Tannehill e Albert Wilson, sem falar dos inúmeros problemas de lesão com atletas da linha ofensiva. E mesmo com o time altamente limitado, Gase deu certa competitividade para Miami e terá a chance de um novo começo no rival dos Dolphins, com um QB promissor, muito dinheiro pra gastar na free agency e a terceira escolha geral do Draft.

Com Brian Flores, a equipe de Miami espera ter mais competitividade e mais força defensiva. O novo Head Coach da equipe passou 14 anos nos Patriots e teve, majoritariamente, papéis defensivos e o seu grande destaque foi, justamente, o bom trabalho no ano de 2018, onde foi treinador de Linebackers/coordenador defensivo. O pass rush e a secundária dos Pats foram grande destaque nesta pós-temporada, conseguindo parar fortes ataques e aparecendo nos momentos mais oportunos.

Para finalizar, não acho justo colocar a culpa de todo o insucesso dos Dolphins em Adam Gase, quando o time, claramente, precisa de um novo Quarterback e mais ajuda ofensiva e defensiva. No entanto, apostar em Brian Flores me parece ser uma boa alternativa, contando que o time possa vir a se reforçar e pensar em um novo QB.

PS: Não se preocupe, torcedor dos Dolphins, ao contrário de um certo coordenador que ia ser técnico, Flores já assinou o contrato:

Agora precisamos falar sobre algo importante. O FA Hoje é um dos principais sites brasileiros na cobertura da NFL, mas manter um portal não é de graça. Assim como os times do Brasil desse esporte maravilhoso tem dificuldades para obter patrocínio, o mesmo acontece conosco. No início do ano temos gastos altos para manter o site no ar e por isso contamos a com a sua contribuição para continuar trazendo o melhor da NFL para o nosso público. Clique aqui para participar da nossa Vakinha e qualquer valor com o qual você possa contribuir nos ajudará muito!

.
.
.
Gabriel Martins e Rodrigo Moizéis destrincharam tudo que rolou no Super Bowl LIII, que terminou com a vitória do New England Patriots. Imperdível!

Como escutar o Podcast em celular Android | Como escutar o Podcast em iPhone

iTunes (iPhone)

Soundcloud

Novidade: Nos escute no Google Podcast

Stitcher (Android e outros sistemas operacionais) 

Deezer

Comments

comments